“Operação Semana Santa” visa coibir acidentes e criminalidade

Teve início na primeira hora desta quinta-feira (28) e se prolonga até as 12 horas de segunda-feira (1º de abril) a “Operação Semana Santa”, deflagrada pela Polícia Militar Rodoviária de Botucatu. O comandante tenente Ricardo Maganha está disponibilizando todo seu efetivo operacional e administrativo para fiscalizar as rodovias que cortam a região.

Em razão do aumento do fluxo de veículos, principalmente, sentido capital/interior a fiscalização é mais acentuada na SP-280 Rodovia Presidente Castello Branco; SP-300 Marechal Rondon; SP-191 Rodovia Geraldo Pereira de Barros; SP-255 Rodovia João Melão e vicinais como a SP-109, Rodovia João Hipólyto Martins – Castelinho.

Para coibir infrações nesses cinco dias de operação e evitar acidentes, os patrulheiros serão direcionados para pontos estratégicos das estradas munidos de radares (para registrar a velocidade dos veículos), bafômetros (para flagrar embriagues ao volante) e viaturas.

“Também estamos atentos para flagrar armas ilícitas, captura de foragidos e tráfico de entorpecentes”, frisa Maganha, enfocando que o condutor que for viajar neste período deve tomar alguns cuidados básicos, como não esquecer sua documentação e do veículo ou se informar sobre a distância que vai percorrer, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes ? beira da estrada.

“Recomendamos que o motorista deve providenciar a checagem do automóvel mesmo para pequenas viagens com faróis conferidos para ver e ser visto; pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador checados”, orienta Maganha. “Também não deve esquecer-se de verificar a presença dos equipamentos de porte obrigatório, principalmente pneu estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de pára-brisa e luzes do veículo”, acrescenta.

O comandante rodoviário também sugere que o condutor programe paradas, pois quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual se mantém com os olhos abertos, mas sem percepção da realidade ? volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora.

“É fundamental respeitar a sinalização que indica os limites de velocidade e as condições de ultrapassagem, observando as placas indicativas espalhadas ao longo das rodovias. Nosso objetivo é minimizar o índice de acidentes e contribuir para que o motorista tenha uma viagem tranqüila e segura, preservando sua segurança e a segurança dos seus familiares”, finaliza o comandante rodoviário.