Polícia de Barra Bonita flagra rinha de galo que funcionava em galpão

A Polícia Civil de Barra Bonita (SP) deteve 14 pessoas que participavam de uma rinha de galo. Um funcionário público é suspeito de organizar as brigas. De acordo com informações da polícia, as disputas aconteciam em três arena onde os galos eram colocados para brigar, em um galpão abandonado na zona rural da cidade.

Ao todo, 83 galos foram apreendidos, sendo que 19 deles estavam bem machucados. Um estava sem pena, outro sangrava e outro não conseguia sequer se mexer, segundo a polícia. No local era vendido um medicamento para curar ferimentos nas aves, esporas, bico de ferro e até capas para os animais usarem nas brigas.

 “A Polícia Civil recebeu informações através de munícipes, que não querem ser identificados, que estaria ocorrendo briga de galo no saguão de uma cerâmica desativada. Chegando ao local, algumas pessoas fugiram, mas a maioria permaneceu e conseguimos detê-los”, afirma o delegado Antônio Ângelo Meneghel.

Segundo a polícia, o homem que organizava as brigas de galo é funcionário público. Ele trabalha como motorista da prefeitura de Barra Bonita há mais de 20 anos. Em um vídeo apreendido pela polícia, o homem mostra a estrutura que ele estava organizando. “Olha a correria, olha o que eu estou fazendo, é para colocar galo”, explica.

A mãe do funcionário diz que as brigas de galo não aconteciam todo domingo. “Foi a primeira vez, ele nunca fez isso. Ele falou que tinha uns galinhos aí e ele falou que ia fazer uma brincadeirinnha. Olha a brincadeirinha no que deu”, disse a mãe do suspeito, Hiolanda Teixeira. As 14 pessoas foram levadas para a delegacia de Barra Bonita e responderão em liberdade, por crime ambiental, podendo pegar uma pena de três meses a um ano.

Fonte:  TV TEM

Foto: Reprodução