Macatuba se classifica para o Prêmio Mario Covas 2015

O prefeito de Macatuba, Tarcisio Abel (foto), comemorou a classificação da cidade em de projetos para a segunda etapa do Prêmio Mario Covas divulgada nesta semana.  Seis dos classificados na Categoria Inovação em Gestão Municipal são monitores/projetistas do Acessa SP, através da Rede de Projetos, iniciativa que incentiva usuários e monitores a aproveitarem a infraestrutura dos Postos para os mais variados tipos de projetos, contribuindo para o desenvolvimento social, cultural, intelectual e econômico das comunidades onde estão inseridos.

 Dentre os projetistas classificados estão a monitora Marcia Sanches, de Cravinhos, que desenvolve o projeto “Prestação de serviços à comunidade”; o monitor Edil Queiroz de Araújo, de Ribeirão Grande, classificado com o projeto “RGM Redescobrindo o gosto por mapas”; o monitor Nelson José Barbosa, de Macatuba, com o projeto “Mulheres online”; a monitora Janaína Lima, do posto Rechã Rural de Itapetininga, autora do projeto “Horta Orgânica”; a monitora Patrícia dos Santos Giaculi, de Guaíra, responsável pelo projeto “Inclusão digital para pessoa com deficiência”; e a monitora Fabrícia de Oliveira, de Bariri, classificada com o projeto “É jogando que se aprende”.

Entre os projetos que concorrem ao prêmio estão ações de estímulo à responsabilidade social, à educação, à inclusão, à saúde, ao esporte e ao lazer, à geração de emprego e renda e à prática da sustentabilidade e dos cuidados com o meio ambiente. Os projetos classificados na categoria Gestão Municipal representam 36 municípios paulistas.

 

Cursos de capacitação

O prefeito Tarcisio Abel também participou da Reunião de Trabalho Sobre a Capacitação Profissional do Setor Sucroalcooleiro. O evento, em São Paulo, foi promovido pelo Governo do Estado, através do Programa Via Rápida Emprego (da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação).

A delegação macatubense foi formada pelo prefeito e por Antonio Carlos Dias (diretor do CEMP/Senai), Élio Pires de Camargo (da Ascana) e Vanderlei Cezarotti (da empresa Agricana). O encontro participação de autoridades e empresários de diversos municípios paulistas onde o setor sucronergético tem grande peso na economia local.

“Participamos do evento no Centro Paula Souza, pois é de grande importância para nossa cidade e nossa região, cuja economia está baseada no setor sucroenergético. Aproveitamos a oportunidade para reivindicar mais cursos profissionalizantes para a população de Macatuba, inclusive a de capacitação para operadores de colhedoras de cana”, antecipou o prefeito.