Liberadas mais de 111 toneladas de feijão para o interior paulista

Foto – Divulgação

Arnaldo Jardim diz que esta “é uma ação boa porque atende comunidades e as entidades beneficiadas, que economizam; a população, que é melhor atendida; e o produtor porque é uma iniciativa que escoará o consumo de feijão”

 

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo conseguiu a liberação de 111.642 quilos de feijão pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O alimento será distribuído gratuitamente a nove municípios paulistas, alguns deles na região de Botucatu, já nos meses de dezembro e janeiro, com previsão de atendimento também a outras localidades que solicitaram a doação.

A reivindicação foi feita à Pasta pelas cidades contempladas pela ação integrada com a Conab, que distribuirá o alimento para entidades beneficentes. O estoque foi adquirido pelo preço mínimo para formar estoques e garantir pagamento justo aos produtores, gerando renda a eles.

Para tratar da liberação, o secretário Arnaldo Jardim esteve reunido em novembro com o novo superintendente regional de São Paulo da Companhia, Manoel Mário de Souza Barros. A audiência alinhou o desenvolvimento de ações conjuntas entre os órgãos, incluindo a distribuição do feijão.

“É uma ação boa porque com ela ganha o município, que atende sua comunidade; as entidades beneficiadas, que economizam; ganha a população, que é melhor atendida; e ganha o produtor porque é uma iniciativa que escoará o consumo de feijão”, ressaltou Arnaldo Jardim.

Recebem a doação: Espírito Santo do Pinhal, com 23.864 quilos; Igarapava, com 14.400 quilos; Ituverava, com 24.408 quilos; Cravinhos, com 15.970 quilos; Bauru, 10 mil quilos; Boituva, com 8 mil quilos; Fartura, 8 mil quilos; Lençóis Paulista, com 5 mil quilos; e Santa Cruz do Rio Pardo, com 2 mil quilos.

Com preço médio de R$ 5 o quilo nos supermercados paulistas, a doação representa uma economia de R$ 558.210,00 para a população paulista colocar em sua mesa um dos alimentos mais presentes na alimentação dos brasileiros.