Ex-presidente Lula é intimado a depor na Polícia Federal em Brasília

Foto – Reprodução

Os investigadores querem esclarecimentos de duas Medidas Provisórias assinadas por Lula quando era presidente, pois a suspeita é que, por meio de lobby, montadoras de veículos tenham conseguido aprovar essas mudanças na lei, que beneficiariam o setor

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi intimado para prestar depoimento no próximo dia 17 de dezembro. Segundo reportagem do jornal O Estado de São Paulo, a Polícia Federal expediu o mandado de número 6262, que obriga o petista a comparecer à sede da PF em Brasília.

Os investigadores querem esclarecimentos de duas Medidas Provisórias (471/2009 e 512/2010) assinadas por Lula quando era presidente. A suspeita é que, por meio de lobby, montadoras de veículos tenham conseguido aprovar essas mudanças na lei, que beneficiariam o setor.

A empresa do filho mais novo de Lula, Luís Claudio Lula da Silva, recebeu R$ 2,5 milhões da Marcondes & Mautoni, consultoria contratada pelas montadoras para fazer o lobby pelas MPs. Oficialmente, o filho do ex-presidente diz que prestou consultoria e recebeu por isso. Porém, uma perícia mostrou que o trabalho entregue por ele é uma mera cópia de artigos disponíveis na internet.

Os sócios da Marcondes & Mautoni, Mauro e Cristina Marcondes, foram denunciados no esquema e estão presos. Esta semana, a Justiça autorizou a quebra dos sigilos bancário e fiscal de Luís Claudio e também do ex-ministro Gilberto Carvalho, ligado a Lula. Os dois negam as acusações.