Estrada do Floramar de Holambra terá R$ 765 mil em investimentos

 

O prefeito Fernando Fiori de Godoy assinou ao lado do governador Geraldo Alckmin e dos vereadores Cido Urso e Pedro Weel, três novos convênios com o governo do Estado – entre eles, a vinda de R$ 765 mil pelo Programa Melhor Caminho para melhorias na estrada vicinal HBR 253, que liga a Avenida Tulipas à Rodovia SP-107.

A via, que passou recentemente por obras de recuperação e adequação do leito carroçável, receberá mais de cinco quilômetros de brita compactada para garantir ao motorista melhores condições de rolamento, aderência, conforto e segurança.

De acordo com Godoy, esse é um investimento muito importante uma vez que a vicinal recebe um grande fluxo de veículos diariamente, especialmente para escoamento da produção agrícola. “Apesar da crise, Holambra não parou. Estamos driblando as dificuldades e conquistando importantes investimentos junto aos governos estadual e federal”, afirmou.

Segundo o prefeito o agronegócio é a principal atividade econômica de Holambra e muitos desses recursos têm beneficiado diretamente o produtor. “Esse é um deles”, frisou .  Além do Melhor Caminho, o município celebrou convênios para nova ampliação no PSF Santa Margarida e aquisição de um novo caminhão basculante. Juntos esses aportes somam mais de R$ 440 mil.

 

Primeira dama

A primeira-dama Diva de Souza Godoy, presidente do Fundo Social de Holambra ao lado da diretora municipal de Promoção Social, Kelly Cristina Camilotti, esteve presente no 2º Encontro das Primeiras-Damas e Presidentes de Fundos Sociais da RMC (Região Metropolitana de Campinas). O evento, realizado em Santo Antonio de Posse, contou com a participação de representantes de 13 cidades.

Na pauta da reunião estavam discussões sobre o JORI (Jogos Regionais do Idoso) e os preparativos da Campanha “Outubro Rosa”, que promoverá uma série de ações em favor da conscientização sobre exames preventivos ao câncer de mama.

De acordo com Diva, encontros como esse são fundamentais para a troca de experiências e ideias entre os municípios. “É muito importante saber o que cada um está desenvolvendo a nível de campanhas e projetos. Esse diálogo permite que os Fundos Sociais se integrem e estabeleçam uma agenda conjunta de ações”, explicou.

Para a primeira-dama, o intercâmbio de informações entre as dirigentes das cidades próximas permite o aprimoramento de iniciativas de cunho social que beneficiam a população local. “Aprendemos muito com o trabalho de outras primeiras-damas e pudemos contribuir, por exemplo, com a experiência positiva que estamos vivendo com os cursos da Oficina de Oportunidades”, afirmou.