Defesa Civil e Controle de Vetores de Agudos fazem mutirão contra a dengue

Equipe visita moradores e convida-os a retirar de suas residências os materiais que possam acumular água, que evitem esses criadouros e que possamos fazer a retirada com os caminhões

 

A Defesa Civil de Agudos, em parceria com o Controle de Vetores, clubes de serviços e a comunidade em geral, fizeram um mutirão especial para conscientizar moradores e recolher materiais que possam acumular água. Um jornal informativo foi entregue aos moradores com dicas de como evitar o Aedes aegipty e com fotos de todos os agentes de saúde que visitam as residências.

A Coordenadora do Controle de Vetores, Elaine Cristina Souza Lima Aurélio, explicou que o trabalho está focado em recolher materiais inservíveis de dentro dos imóveis. "Estamos visitando os moradores e convidado-os a retirar de suas residências os materiais que possam acumular água, que evitem esses criadouros e que possamos fazer a retirada com os caminhões", explicou.

A Defesa Civil que incentivou a ação explicou que a campanha acontecerá em outros bairros nas próximas semanas. "Nós estamos buscando voluntários para explicar para as pessoas como manter o quintal limpo, cada um cuidando de sua casa. A nossa intenção é que tenhamos equipes em outros bairros para fazer este trabalho", disse Osmar Donizete Jandreiche, coordenador da Defesa Civil de Agudos. O Controle de Vetores informou que a próxima ação – no dia 31 -, dará continuidade nos bairros próximos ao Jardim Cruzeiro, como Vila Honorina e Vila Malvina.

Terrenos sujos

Ainda sobre a dengue, o Poder Público investe em conscientização, ações de combate, mutirões de limpeza e diversos outros serviços para evitar que a água fique parada em locais e ajude na proliferação do mosquito. As ações reúnem profissionais da secretaria, clubes de serviço, Defesa Civil, igrejas, escolas e a comunidade em geral. Mas parece que sempre falta alguma coisa.

Entra ano e sai ano e várias vítimas dão entrada nos Postos de Saúde e no Pronto Socorro com os sintomas da Dengue. Mesmo com toda a conscientização e trabalho, o mosquito consegue fazer suas vítimas. Nesta semana a Diretoria de Comunicação da Prefeitura de Agudos recebeu denúncia através de órgão de imprensa, sobre o acúmulo de lixo em um terreno no Jardim Santa Cândida – diga-se de passagem um dos bairros que mais sofreram com as fortes chuvas registradas há duas semanas.

Moradores depositaram neste terreno diversos tipos de lixo que podem acumular água, como garrafas, latinhas e recipientes plásticos, além de restos de materiais de construção e muito papel. O local é um potencial criadouro do mosquito Aedes Aegipty.

A Secretaria de Obras da prefeitura explica que a coleta de lixo acontece de segunda a sábado – inclusive nos feriados -, para atender a demanda de todos os bairros da cidade, até mesmo com coleta seletiva, mas mesmo assim ainda tem gente que joga lixo em terrenos públicos.

"A coleta de lixo acontece todo dia, o problema é que uma parcela da população que não tem consciência, deposita lixo em locais inapropriados esperando que o Poder Público vá recolher esse lixo. Isso tem se tornado um problema, fazemos a limpeza e em menos de uma semana já tem lixo jogado novamente", explica o secretário Carlos Octaviani.