Briga entre dois vizinhos termina em morte em Agudos

Polícia Civil/Divulgação
Angelo Roberto Soares alegou legítima defesa e nega o crime

Uma discussão entre vizinhos terminou de forma trágica, na noite da última segunda-feira (14), na rua Claudemir Xexel Zago, no Parque Pampulha, em Agudos (13 quilômetros de Bauru). Após ser ameaçado com facão, homem de 44 anos armou-se com faca e atingiu o desafeto nas costas. A vítima não resistiu e morreu a caminho de um hospital de Bauru.

Segundo o delegado titular de Agudos, Jader Biazon, a briga começou depois que Angelo Roberto Soares, conhecido como “Robertinho”, impediu a filha de brincar com a filha do vizinho André Aparecido de Jesus, de 34 anos.

Irritada com a proibição, a filha de André teria ido até a casa da amiga e quebrado alguns galhos de uma árvore em frente à residência. Quando soube do fato, Angelo foi conversar com a mãe da menina para contar sobre o ocorrido.

Ainda de acordo com o delegado, o “puxão de orelhas” na esposa teria desagradado André. “Por volta das 16h40, segundo a versão do autor do homicídio, o André teria ido até a casa dele para agredi-lo com um facão”, conta.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e ele conseguiu fugir, mas acabou retornando ao local por volta das 18h. Segundo Biazon, Angelo chegou a se defender com o cabo de uma enxada, mas acabou ferido no braço esquerdo.

Durante a confusão, ele teria se armado com a faca e atingido André com um único golpe nas costas. “A faca acertou um dos pulmões dele”, diz. “Ele foi socorrido e levado para o hospital de Agudos e, quando estava sendo transferido para Bauru, no trajeto, acabou falecendo”.

O delegado revela que Angelo foi detido em sua casa, autuado em flagrante por homicídio qualificado e encaminhado à Cadeia Pública de Avaí. “Ele alega legítima defesa”, afirma. “Durante o inquérito policial, nós vamos apurar efetivamente se ocorreu a legítima defesa e outros detalhes do fato”.