Alckmin e Haddad decidem aumentar tarifas de trem, metrô e ônibus

Foto – Divulgação/Notícias ao Minuto

O prefeito de São Paulo buscou articular com o Governador Alckmin e outros prefeitos da região metropolitana de SP um aumento simultâneo nas tarifas de transporte, na tentativa de diluir o desgaste político

 

A Prefeitura de São Paulo e o Governo do Estado decidiram, em conjunto, reajustar as tarifas de ônibus, trens e metrô em São Paulo no começo de 2016. Segundo informações da Folha de São Paulo, as tarifas unitárias passarão de R$ 3,50 para R$ 3,80. Com um aumento de 8,6%, o reajuste será um pouco abaixo da inflação acumulada – a previsão do IPCA para 2015 é de 10,72%.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), buscou articular com o Governador Alckmin (PSDB) e outros prefeitos da região metropolitana de SP um aumento simultâneo nas tarifas de transporte, na tentativa de diluir o desgaste político. Outras cidades da Grande SP também adotarão o reajuste.

De acordo com a publicação, ficou definido que a nova tarifa entrará em vigor a partir do dia 9 de janeiro (sábado). Os valores dos bilhetes únicos mensal e semanal devem continuar congelados em R$ 140 e R$ 38, respectivamente, assim como ocorreu em janeiro deste ano.