Adolescente reúne amigos para roubar o pai em Bauru

Um jovem de 16 anos e mais três pessoas, sendo dois adultos e um outro adolescente de 17, arquitetaram um plano para conseguir dinheiro do pai, e a medida adotada foi encurralá-lo e roubá-lo em uma rua no Centro de Bauru, por volta das 23h30 desta segunda-feira (29).

O homem, um catador de recicláveis, de 45 anos, foi surpreendido na quadra 18 da rua Antônio Alves quando um Peugeot 206 preto parou e três pessoas desceram encapuzadas e o agrediram. Um deles o imobilizou com uma gravata no pescoço e os outros deram socos e pontapés para que a vítima soltasse a mochila. Nela continha carteira com documentos e dinheiro. Após o roubo, eles fugiram.

Coincidentemente, uma viatura da Polícia Militar (PM) passou minutos depois naquele mesmo local, quando fazia patrulhamento ostensivo. O homem pediu ajuda e explicou aos policiais as características do automóvel e dos indivíduos. Os PMs seguiram pela avenida Duque de Caxias e encontraram o veículo suspeito próximo da rodovia Marechal Rondon (SP-300). Eles pediram para o condutor parar, contudo, eles aceleram e fugiram pela pista sentido à Lins. Houve perseguição e solicitação de apoio de outras viaturas.

Prisão

O cerco foi montado quando eles acessaram o trevo do Núcleo Gasparini, onde tentaram se livrar da mochila. Os indivíduos foram detidos e encaminhados para prestar depoimento e serem reconhecidos pela vítima durante a madrugada desta terça-feira (1), na Central de Polícia Judiciária (CPJ). Foram apreendidos R$ 1.845,00 com o grupo.

"Meu filho?"

Para a surpresa da vítima, quem estava lá detido, juntamente com os outros três do grupo, era o filho adolescente. A mãe do rapaz foi convidada à se dirigir até a CPJ, mas, ao saber que o filho participou do assalto ao pai, ela não compareceu ao local. O menor foi apreendido e encaminhado ao sistema de custódia, junto com o outro adolescente. Os dois indivíduos, identificados como Fábio Junior Pires, 35 anos, e Wellves Cândia, de 25, receberam voz de prisão e foram levados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Bauru.

(Fonte: JC Net)