Zuando Moto Clube promove o 18º Encontro de Motociclistas

Uma grande estrutura foi montada no Bar Black Bird Rock , na região do Jardim Paraíso, bem próximo entrada da Fazenda Lageado, para comemorar o 18º Encontro de Motos promovido pela “facção” Zuando Moto Clube de Botucatu, que completou 18 anos de existência e conta, atualmente, com 422 membros efetivos e registrados, abrangendo outras cidades como Barra Bonita, São Manuel e Lençóis Paulista.

Estiveram em Botucatu neste final de semana para prestigiar o encontro cerca de 2 mil motociclistas vindos de várias regiões do Estado de São Paulo e de outros estados brasileiros para um dia inteiro de confraternização, “apimentada”, com shows da banda Será o Benedito e Raul Seixas cover.

De acordo com o presidente da facção da região de Botucatu, Claudinei Alves Basso, dentro da Zuando existem pessoas ligadas aos mais diferentes segmentos da sociedade sem distinção de sexo, raça, credo ou cor. Lembra que o número de mulheres que fazem parte das facções e estão sempre presentes nos encontros, cresce a cada ano.

“O objetivo é fazer confraternização entre pessoas para encontros em diferentes cidades do Brasil. Nossa única restrição é que exista respeito entre os membros da comunidade. Este ano completamos 18 anos de atividades e comemoramos com outras facções como a dos Abutres e Falcões, que são conhecidas em todo Brasil”, frisou Basso. “São dezenas de facções espalhadas pelo País”, acrescenta.

O presidente descreve a facção, fundada em 1993, como uma comunidade destinada a todos que gostam de andar de motocicleta, conhecer pessoas e querem levar pra frente o nome do grupo para que nunca termine a paixão pelo motociclismo. “Aliado a paixão pelas motos, a Zuando também está aberta para as pessoas que querem trocar idéias, dar suas sugestões e tecer críticas com o intuito de melhorar a comunidade”, frisa Basso,

Ele adianta que o próximo encontro entre os motociclistas já está agendado. “Iremos nos encontrar no próximo final de semana (sábado) em Barra Bonita. Será mais uma grande festa de confraternização entre as mais diferentes facções e estamos prevendo um número de motociclistas semelhante ao que tivemos em Botucatu”, previu Basso. “Não existe uma obrigatoriedade e vão nesses encontros aqueles que querem participar e confraternizar com outras facções”, complementou o presidente.

Fotos David Devidé