Voluntários distribuem ovos para enfermos da Unesp

Para celebrar a Páscoa, voluntários do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) e integrantes do Mini-TLC (Treinamento de Liderança Cristã) do município distribuíram ovos de chocolate a pacientes que passam por tratamento contra o câncer.

A distribuição contemplou tanto pacientes das alas adulta e pediátrica do Setor de Oncologia quanto os funcionários que atuam no local. Foram 158 ovos confeccionados pelos voluntários da Igreja Católica em Botucatu; sendo que servidores da área administrativa do hospital e fieis da Catedral Metropolitana colaboraram com a doação de 28 quilos de chocolate.

Esta não é a primeira ação do Mini-TLC junto aos pacientes do setor de oncologia. Já foram realizadas ações em outras datas comemorativas como Dia dos Pais, das Mães, das Crianças e Natal, por exemplo. A iniciativa visa aproximar os jovens do trabalho desenvolvido pelo hospital no combate ao câncer.

“Essas ações junto a locais que prestam assistência ao próximo são propostas durante o curso de formação em liderança cristã e o setor de Oncologia do Hospital das Clínicas recebe um número grande de pessoas para tratamento. Essa aproximação torna mais alegre a estadia dessas pessoas no hospital”, realça Maria Justina Felippe, vice-diretora do departamento de Auditoria, Avaliação e Controle do HCFMB e uma das colaboradoras da ação.

Morador de Conchas, Marcos Pastino, 66, participou das ações do TLC em 1972, e sempre se manteve em contato com a comunidade católica de Botucatu. Recebendo tratamento contra leucemia há um ano, se emocionou com o ovo recebido. “As mensagens que trouxeram com essa distribuição me sensibilizaram muito”, frisa. Já Gislaine de Oliveira, 35, moradora de Taguaí, disse que os presentes ‘alegraram a manhã’. Há três anos em quimioterapia no hospital, deu os ovos que ganhou aos filhos.

O HCFMB realizou em 2011, 36.808 sessões de quimioterapia. A unidade, que é uma autarquia vinculada ? Secretaria de Estado da Saúde, atende a 64 municípios do Departamento Regional de Saúde de Bauru (DRS VI), com população estimada em dois milhões de habitantes.