Hemocentro está com estoque crítico; garoto Miguel precisará receber sangue e plaquetas nos próximos dias

 

sangue-03
Foto Acontece Botucatu

Uma notícia preocupante foi rapidamente divulgada pelas redes sociais na manhã desta terça-feira, 16, em Botucatu. O Hemocentro do Hospital de Clínicas encontra-se em estado de alerta e segundo informações, todos os tipos sanguíneos estão em falta.

Diversas pessoas se utilizam do Banco de Sangue, que constantemente apresenta níveis críticos como o apontado nesta semana.  Sem as doações, procedimentos cirúrgicos podem ser até cancelados.

Os baixos níveis prejudicam também pacientes que por algum motivo precisam da doação de sangue e plaquetas. O caso mais famoso é o do garoto Miguel Machado, que com apenas 3 anos luta contra a leucemia. Ele precisará ainda esta semana receber sangue e plaquetas no Hospital das Clínicas.

miguel
Garoto Miguel luta contra a Leucemia e necessitará de sangue e plaquetas nos próximos dias

“Os níveis estão críticos e precisamos de doadores. Essa semana o Miguel tem mais uma etapa em sua luta e precisará de sangue e plaquetas, mas os estoques estão baixos. Não só o Miguel, mas tantas outras pessoas na mesma situação estão precisando muito, por isso pedimos as doações nesse momento e também que isso seja uma constante”, disse Sandro Machado, pai do garoto Miguel.

O Hemocentro do HCFMB funciona de segunda a sexta das 8h00 às 16h30 e aos sábados das 7h00 às 12h30. Em caso de dúvida, contatar o Hemocentro do Hospital das Clínicas de Botucatu pelo número (14) 3811-6234, ramal 240.

 

Falta de doação constante

TV Acontece: Pai de garoto Miguel fará campanha para conseguir doadores de sangue e plaquetas em Botucatu
Sandro Machado pede que doações sejam constantes

Geralmente as doações de sangue são pontuais, fruto de alguma campanha ou comoção por uma necessidade urgente. Mas o Hemocentro e seus colaboradores tentam reverter essa situação.

Movimentos estão sendo feitos para que o estoque esteja sempre em dia e não apenas por doações pontuais. A ação continuada e agendada é vital para o pleno funcionamento do Hemocentro.

“É muito bom quando a gente pede para o Miguel, vem bastante gente doar, vem gente de fora e é muito gratificante. Mas isso não é suficiente, pois a necessidade é manter o número de doadores. Nós não sabemos em qual momento o Miguel vai precisar ou qualquer outro amiguinho do Miguel que está na oncologia vai precisar. Queremos manter uma boa média de doadores e conscientizar as pessoas a doar para quem necessita”, disse Sandro Machado.

ze-mauro01
Foto Acontece Botucatu: José Mauro Zanini diz que sangue e plaquetas possuem prazos de validade curtíssimos

O médico José Mauro Zanini, Coordenador do Hemocentro do HC, diz que campanhas pontuais são importantes, mas não são capazes de manter o estoque porque o sangue e plaquetas tem prazo de validade curto. Por isso a importância de uma doação contínua e agendada.

“Eles têm um prazo de validade curtíssimo. O concentrado de glóbulo vermelho tem validade de 35 dias, depois venceu o prazo e você tem que desprezar. A plaqueta tem apenas 5 dias, mas para liberar a sorologia de doença de chagas, sífilis, hepatite B, hepatite C, HIV, HPV, HTL, tipagem sanguínea e anticorpos, demora mais ou menos dois dias. Então o concentrado de plaquetas para suprir os pacientes com leucemia ou câncer, são apenas três dias dela liberada e isso é muito pouco. Já o concentrado de hemácias tem validade de apenas 33 dias. Por isso pedimos para que as pessoas façam contato e programem as doações”, explicou José Mauro Zanini.