TV Acontece: Retrato do abandono – Rodovia que liga Botucatu a São Manuel é uma das mais perigosas do estado

Botucatu – A pista simples, sem manutenção, toda esburacada e sem acostamento em longos trechos, nos dá a impressão de estarmos em um estado pobre do Brasil, no interior do país. Mas não, na verdade essa é a rodovia estadual Geraldo Pereira de Barros ou SP-191.

Pela falta de manutenção e o perigo que ela representa, é inevitável, quem passa por aqui fica com medo.

sp-191-video (9)“Com certeza, qualquer um fica. Está bem desgastada a rodovia e ninguém está arrumando nada. Não tem sinalização, muito buraco, faixa não existe mais, está bem ruim”, disse o caminhoneiro Moacir Santos.

A SP-191 é a principal ligação entre a rodovia Marechal Rondon e a região de Piracicaba. O que piora a situação aqui é que por causa da existência de fazendas de cana e laranja, o tráfego de caminhões carregados é intenso, o que expõe os motoristas a um risco maior na pista.

sp-191-video (8)“Perigoso você desviar e cair em um buraco, trombar com outro ou invadir a pista contrária. Muito perigoso mesmo a situação desta rodovia”, disse o Evair Ferreira, usuário da SP-191.

A equipe da TV Acontece (veja o vídeo no topo da página) percorreu o trecho que fica entre Botucatu e são Manuel e a situação é assustadora. Sem recapeamento, os buracos vão se multiplicando e ocupam boa parte da pista. Em alguns trechos não há mais pintura de solo.

As placas encobertas pelo mato não servem para nada. Tem motorista que prefere aumentar o trajeto a se arriscar na SP-191. É o caso de Dejair Rodrigues, que mora em Bauru e vai constantemente para Santa Bárbara do Oeste. Ele diz que não gosta de passar por aqui.

sp-191-video (4)“É precário há anos. Eu passo por aqui há 18 anos e dá para ver que precário. À noite eu já evito, não passo mais, passo durante o dia só e quando posso passo pelo trecho da rodovia Washington Luiz que é um trecho bem melhor que esse. Aqui eu já pedi pneu, tenho que andar com mais atenção, desviando de buraco. Então é realmente muito complicado mesmo”, desabada o comerciante.

O que chama a atenção no caso da SP-191 é que ela fica entre dois municípios com representantes no Congresso Nacional e na Assembleia Legislativa do Estado. Consultado, o Deputado Milton Monti, de são Manuel, disse ao Acontece Botucatu que a situação da Geraldo Pereira de Barros o preocupa.

sp-191“Me preocupa muito a situação da Geraldo Pereira de Barros. Em que pese não ser minha esfera, ou seja, estadual, já intercedi junto ao governo do estado pela Secretaria de Transportes, para que melhorias sejam feitas nessa rodovia e outras que cortam o estado”, disse Milton Monti.

Já o Deputado Estadual Fernando Cury, de Botucatu, justificou que pela crise o Governo do Estado não tem condições de investir na rodovia neste momento.

“Mas a visão que eu tenho é que o governo estado não consegue fazer os investimentos adequados justamente por falta de recursos. Daí o governo estuda um modelo de concessão para que as melhorias possam ser feitas, como duplicação e manutenção da rodovia e dispositivos de segurança nos trevos de acesso”, disse.

Cury avalia não ser o momento para isso na SP-191, mas entende que no futuro essa discussão será necessária.

sp-191-video (6)“Mas aí fica a questão, será que este é o momento de se discutir a vinda do pedágio para a SP 191 e a população arcar com isso? Acho que temos duas situações aí: Primeiro é brigar para que o pedágio não venha, que vai onerar cada vez mais as empresas com os produtos que são escoados por ali, não sei se esse é o melhor momento. Daí nós temos que brigar para ter essas melhorias como a Alcides Soares duplicada. Teremos uma ligação entre Botucatu e Piracicaba em 45 minutos. Mas temos que discutir isso com a sociedade e isso já tenho feito. Mas eu sinto que esse não é o momento temos que prorrogar essa discussão. Mas no futuro essa discussão deva ser importante para o desenvolvimento em nossa região”, finalizou o Fernando Cury.

Em nota, o Departamento de Estradas e Rodagem, o DER, informou que deu início em 1º de agosto, aos serviços de manutenção e conservação da Rodovia Geraldo de barros, entre Botucatu e São Manuel. Os trabalhos realizados contemplam a limpeza do trecho e envolvem a roçada, capinagem, limpeza de canaletas e manutenção de placas.

Porém, a nota não fala nada sobre o recapeamento do asfalto que é o que mais prejudica os motoristas.