Tribunal de Justiça realiza correição no Fórum de Botucatu

Fotos: Valéria Cuter

O desembargador e corregedor geral do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), José Renato Nalini esteve em Botucatu na tarde desta sexta-feira (9) para realizar a correição ordinária no Fórum de Botucatu, que está funcionando no seu novo prédio há pouco mais de três meses. Ele foi recepcionado pelo diretor do Fórum local, juiz Josias Martins de Almeida Júnior e várias autoridades do Município.

Este é um procedimento no qual o juiz corregedor faz o acompanhamento de processos em andamento para verificar se eles estão correndo dentro dos prazos processuais previstos e se o Fórum vem realizando procedimentos que atendem de forma adequada os jurisdicionados, que são as partes do processo, tanto interessados diretamente quanto seus advogados.

“A correição tem como objetivo principal melhorar o trabalho judicial em prol da comunidade que busca pela Justiça”, comentou Nalini, ressaltando que os trabalhos serão referentes ao período 01/01/2012 ? 31/12/2012 e os resultados serão enviados ao Tribunal de Justiça em relatório.

É durante a correição que advogados, juízes, serventuários, promotores, autoridades em geral e também a população podem conversar frente a frente com um membro da alta corte judicial do Estado. Trata-se de oportunidade para que todos possam apresentar críticas, elogios, sugestões, reclamações, entre outras.

{n}Atribuições {/n}

O Regimento Interno do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo traz, em seu artigo 28, as atribuições do corregedor-geral da Justiça. Entre elas estão as de receber e, se for o caso, processar as reclamações e instaurar sindicâncias contra juízes; acompanhar o desempenho de juízes não vitalícios; fiscalizar, em caráter geral e permanente, a atividade dos órgãos e serviços judiciários de primeira instância e estabelecimentos prisionais; realizar correições; decidir sobre interdição de cadeias; estabelecer normas de serviços das serventias; fiscalizar, em caráter geral e permanente, as atividades das delegações notariais e de registros, entre outras.

O desembargador José Renato Nalini é da Jundiaí, nasceu em 1945 e se formou em 1970 pela Faculdade de Direito da Universidade Católica de Campinas. Tomou posse na magistratura em 1976 e foi nomeado para a 13ª Circunscrição Judiciária, com sede em Barretos. Ao longo da carreira também prestou serviços nas comarcas de Monte Azul, Itu, Jundiaí e na Capital. É desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo desde 2004.