Torcida botucatuense faz festa com título do Corinthians

A exemplo do que aconteceu em diferentes regiões brasileiras, principalmente em São Paulo, os torcedores corintianos botucatuenses fizeram uma grande festa com buzinaço, apitaço e bandeiras de diferentes facções, nas Avenidas Dom Lúcio Sant´Ana, para comemorar o 5º título brasileiro da equipe, conquistado na tarde/noite deste domingo (4), no Estádio Paulo Machado de Carvalho – Pacaembu.

Em carros ou a pé, os “loucos” corintianos dançaram e pularam entoando o hino do clube ou seu grito de guerra que retrata a paixão dos torcedores pelo time. Como houve alguns excessos na comemoração, a Polícia Militar (PM) e a Guarda Civil Municipal (GCM) reforçaram o patrulhamento onde a concentração de torcedores foi maior.

O título do Corinthians teve um sabor especial, já que foi um dos mais equilibrados dos últimos anos e foi conquistado em cima do maior rival: o Palmeiras. Só mesmo um desastre tiraria o título da equipe alvinegra, que foi o time mais regular, permanecendo em primeiro lugar em 27 das 38 rodadas do Brasileiro e terminou a competição com 71 pontos ganhos.

O jogo contra o Palmeiras terminou em 0 a 0 e muita confusão, com agressões físicas, expulsões e todos os “ingredientes” que fazem uma final com tanta rivalidade. Mesmo que perdesse a partida o time do Parque São Jorge ainda seria o campeão, pois o Vasco, único com possibilidades de estragar a festa corintiana, precisava vencer o Flamengo, no Rio de Janeiro em jogo que terminou empatado em 1 a 1, e torcer por uma vitória do Palmeiras.

{bimg: 27857:alt=matando:bimg}

{n}Sócrates{/n}

Antes do início da partida, os jogadores e a torcida que lotou o Pacaembu, prestaram uma homenagem ao ex-jogador Sócrates um dos maiores ídolos do Corinthians de todos os tempos e que morreu na madrugada deste domingo aos 57 anos de idade no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. No mesmo instante que o jogo era iniciado no Pacaembu, Sócrates era sepultado em Ribeirão Preto, a 336 quilômetros da capital paulista.

O ídolo corintiano que estava internado desde a noite da última quinta-feira morreu ? s 4h30 em consequência a um choque séptico (infecção generalizada causada por bactéria). Natural de Belém, no Pará, Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira deixa a mulher, Kátia, e seis filhos. Essa havia sido a terceira vez que o ex-meia foi internado nos últimos quatro meses, sendo as duas anteriores por hemorragia digestiva decorrente do consumo prolongado de álcool.

Fotos: Valéria Cuter