Tigre é assistido pela equipe do CEMPAS da Unesp

A presença de um tigre siberiano de quase 160 quilos que chegou ? Botucatu na tarde desta quinta feira (21) causou grande movimentação no Hospital Veterinário da Unesp de Botucatu. O felino que pertence ao empresário Ary Marcos Borges da Silva, um conhecido adestrador de cães, veio em uma caminhonete da Cidade de Maringá (PR) para ser assistido pela equipe médica do professor/doutor Carlos Teixeira.

O animal, que ganhou o nome de Lula em razão de deficiência em um dos dedos da pata esquerda, foi trazido ? Botucatu em razão de um problema ósseo em uma das pernas dianteiras e passou por uma bateria de exames. Dócil, o animal passeou pela Veterinária e não se importou com o número de pessoas que ficaram ao ser redor, registrando imagens com telefones celulares.

Carlos Teixeira comenta que o caso de um tigre como o Lula na Veterinária da Unesp não é isolado. Lembra que muitos animais oriundos de outros países, que não pertencem ? fauna brasileira, já foram operados ou tratados em Botucatu.

“É difícil enumerar, mas já operamos animais como tigres, ursos, leões ou chimpanzés. Já animais da nossa fauna são mais comuns, mesmo os que estão na eminência da extinção recebemos com mais freqüência, principalmente, os que sofrem algum tipo de acidente e necessitam de acompanhamento médico”, diz o professor. Entre os animais que estão passando por tratamento, em razão de acidentes, Teixeira cita um tamanduá bandeira e um lobo-guará, ambos na eminência de serem extintos.

Lula não é o único felino mantido em cativeiro pelo empresário Ary Silva. “Temos em casa 15 felinos, sendo 03 leões e 12 tigres”, conta, lembrando que todos os animais são devidamente cadastrados e mantidos em cativeiro com autorização do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

O empresário é proprietário do leão Ariel, que também foi atendido este ano pela equipe do professor Carlos Teixeira e chegou, inclusive, a se apresentar no Programa da Eliana, que vai ao ar ? s tardes de domingo pelo Sistema Brasileiro de Televisão (SBT). Ariel tem atrofia nas pernas dianteiras e está impossibilitado de andar.

Fotos: Valéria Cuter