Simpósio sobre transplante renal reuniu profissionais no HC

O Salão Nobre da Faculdade de Medicina de Botucatu, localizado nas dependências do Hospital das Clínicas, recebeu a segunda edição do Simpósio de Transplantes Renal do HCFMB. O evento contou com boa participação do público, que pôde acompanhar um ciclo com sete palestras e até uma homenagem, oferecida ao professor titular, Luiz Antônio Correa.
A abertura oficial do evento ficou por conta do Superintendente do HCFMB, Emílio Carlos Curcelli (foto), que elogiou o momento vivido pelo Hospital no quesito transplantes renais, destacando inclusive a premiação recebida pelo unidade no mês de outubro, pelo destaque na área.

Após a abertura oficial, o público presente, formado por funcionários, enfermeiros, médicos e residentes, acompanhou uma palestra com a médica Maria Fernanda de Carvalho, que falou sobre a trajetória do transplante renal no HC. O público também acompanhou a palestra ministrada por José Cícero Guilhen, médico da Famema (Marília) e presidente da São Paulo Interior Transplantes (Spit), que abordou a trajetória da Spit.

Um dos pontos mais interessantes, destacado no evento foi o fato de que nem toda a equipe médica do setor estava presente no evento, pois no mesmo momento, eles estavam realizando o transplante renal de número 692 (681 apenas de rins e 11 de pâncreas-rim) da história do Hospital, em uma criança de nove anos de idade.

No sábado pela manhã, as atividades foram retomadas com a palestra “Diagnóstico de Morte Encefálica”, abordada pelo médico Oscar Shelp, do HC. Depois dele, foi a vez do tema Captação de Órgãos ser tratado, desta vez com o médico Reginaldo Carlos Boni, também do HCFMB. O terceiro palestrante do sábado, William Carlos Nahas, veio da Faculdade de Medicina da USP e falou sobre os “Aspectos Cirúrgicos” dos transplantes. No encerramento do evento, foi a vez do médico da Unifesp e presidente da ABTO, José Osmar Medina, falar sobre o “Resultado dos Transplantes no Brasil”

Fonte: Lucas Machado
Assessoria de Imprensa