Segurança Pública lança a campanha antidrogas

A Secretaria Municipal de Segurança Pública de Botucatu por intermédio da Guarda Civil Municipal (GCM) estará lançando na manhã desta quinta-feira (1º de março), a partir das 9 horas, na Sala de Teleconferência da Secretaria Municipal de Educação, a primeira conferência para o lançamento do Programa Municipal Antidrogas (PROMAD), que objetiva ampliar as ações de prevenção ? s drogas e consolidar a política municipal antidrogas, atingindo toda a cidade.

A intenção é engajar nesse projeto pessoas ligadas aos mais variados segmentos e entidades representativas da sociedade botucatuense, assim como autoridades constituídas, para que, em um trabalho sincronizado, possam debater o assunto referente ? s drogas e buscar alternativas que visem minimizar o problema.

Na ocasião, o secretário de Segurança, delegado Adjair de Campos (foto) irá fazer uma explanação de como irá funcionar o programa, destacando a iniciativa de se lançar uma campanha para inibir a venda de bebidas alcoólicas para crianças e adolescentes, que é proibida por lei.

“Pretendemos mobilizar a sociedade de Botucatu, em todas as frentes e segmentos com a implantação de novos projetos e campanhas de mobilização popular, para garantir que todos compreendam a importância da prevenção e, conseqüentemente, o grande desafio de diminuir efetivamente o consumo de drogas na cidade”, explicou Adjair de Campos.

Faz parte do programa educar e informar os comerciantes e a população em geral sobre a prevenção ao uso de álcool por crianças e adolescente; realização de palestras e campanhas educativas em instituições de ensino; visitas aos estabelecimentos que comercializam bebida alcoólica para a distribuição de material educativo sobre o programa; distribuição do selo de apoio ? s empresas, instituições e entidades parceiras do programa, além de capacitar voluntários da rede pública da sociedade civil para atuarem como multiplicadores em seu local de trabalho ou em sua comunidade na prevenção ao uso e abuso de álcool.

“A idéia é fazer com que a PROMAD passe a ser uma ferramenta de toda a comunidade para dar atenção total ? criança e ao adolescente em relação ao uso e abuso do álcool”, frisa Adjair de Campos. “E a participação do cidadão é muito importante para o êxito do programa, seja fiscalizando em sua comunidade a venda de bebida alcoólica para criança e adolescente, seja informando os comerciantes de seu bairro que essa prática é ilegal”, complementa o secretário.