Seção Técnica de Saúde terá sede própria em Rubião

Investimento conjunto entre a Reitoria da Unesp, Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp) – entidade de apoio da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) – e o Grupo Administrativo do Câmpus (GAC) irá viabilizar a construção da nova sede para a Seção Técnica de Saúde (STS), em área interna do campus universitário, em Rubião Júnior. A assinatura do contrato com a Prudesan Engenharia, vencedora da concorrência pública, ocorreu neste final de semana.

O início da obra está previsto para 10 de julho, cuja duração será de 300 dias. O valor para a construção da unidade será de R$ 951.229,68, sendo que Reitoria da Unesp e Famesp destinaram, cada uma, R$ 400 mil. Já Administração Geral do Câmpus investirá R$ 151.229,68.

Pelo projeto, o prédio terá 486 metros quadrados de área construída, com dois andares que poderão receber as diversas atividades desempenhadas pela STS. No pavimento inferior estarão alocados oito consultórios, recepção de enfermagem, secretaria, agendamento e sala odontológica. Na parte superior ficará a área administrativa, com salas para as equipes técnicas, arquivo, copa e cozinha e salas de grupo (que podem ser usadas para os processos de readaptação dos servidores, por exemplo).

A acessibilidade será um dos pontos mais contemplados pelo projeto, com o espaço adaptado para receber portadores de necessidades especiais, servidores com dificuldade de locomoção ou mesmo em macas. Um elevador será instalado no prédio.

Estiveram presentes ao ato de assinatura do contrato, o presidente do GAC, professor Luiz Carlos Vulcano (diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia); diretor diretor administrativo do campus, Carlos Winckler; Enilze Volpato (diretora da Biblioteca do Câmpus); Ludmila Cândida de Braga (coordenadora da STS); Melina Trento (assistente social da STS) e o engenheiro Gilson de Souza e Silva, representando a construtora contratada.

Para professor Vulcano, o novo espaço significa um avanço na assistência em saúde para os servidores da universidade. “Será um local de grande relevância dentro da Unesp e para o câmpus de Botucatu. Essa nova sede propiciará que o trabalho seja desenvolvido com qualidade pela equipe da seção”, frisou.

Atualmente alocado em um prédio alugado no Distrito de Rubião Júnior, a Seção Técnica de Saúde conta com uma estrutura funcional de dois enfermeiros, quatro auxiliares de enfermagem, dois assistentes sociais, seis médicos, uma psicóloga, um técnico em segurança do trabalho e dois servidores técnico-administrativos. Em 2010, as duas STS’s (Rubião Júnior e Lageado) foram unificadas.

Segundo Ludmila, coordenadora da STS, as atividades da subsede localizada no câmpus da Fazenda Experimental Lageado continuarão normalmente. Ela descarta o fechamento do espaço após a inauguração da nova sede e menciona que a estrutura a ser construída também significará maior conforto ao servidor. “Esta ampliação é um avanço para a universidade, pois o serviço prestado será dentro do câmpus, facilitando a locomoção”, realça.

Somente em 2011, a seção- responsável pela assistência em saúde dos servidores de toda a Unesp- realizou duas mil perícias médicas, 570 juntas médicas, 1.700 exames periódicos e foi responsável por 145 processos de readaptação dos servidores.

{n}Estacionamento{/n}

Para que a nova sede da Seção Técnica de Saúde fosse viabilizada dentro do câmpus de Rubião Júnior, o GAC iirá transferir o atual estacionamento localizado adjacente ao prédio para outro local, próximo ao Centro de Convivência Infantil (CCI) e em uma área viabilizada pela FMVZ. A preparação do espaço ocorrerá simultaneamente com as obras da sede da STS e serão viabilizadas 200 vagas.

Fonte: Flávio Fogueral/ Jornal da FMB