Reprodução Animal da FMVZ comemora 29 anos

Os departamentos de Reprodução Animal e Radiologia Veterinária e de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária da FMVZ, está completando 20 anos de atividades e comemorou a data  no anfiteatro do seu departamento contando com a presença de vários docentes e servidores técnico-administrativos aposentados e na ativa.

O professor Celso Antonio Rodrigues, chefe do Departamento de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, destacou a importância de reverenciar pessoas que colaboraram para a consolidação da Faculdade e dos departamentos. “Nosso sucesso é fruto do trabalho árduo dessas pessoas. Indistintamente, todos são importantes porque colocaram na FMVZ a sua essência, o seu espírito. Nós da FMVZ não nos esquecemos dos que contribuíram e contribuem para a melhoria contínua da nossa Faculdade”.


O professor emérito da FMVZ Flavio Massone foi o segundo a fazer uso da palavra. Ele relatou os primórdios do Departamento nos tempos da então Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu (FCMBB), com as primeiras contratações, a estrutura até o movimento para a divisão do Departamento de Cirurgia e Reprodução Animal e a criação dos departamentos no formato atual. “Foi uma cisão harmônica e assim nós crescemos e hoje estamos aqui comemorando. É assim que se cresce e se faz uma universidade. Por isso estamos em primeiro lugar entre as universidades brasileiras”.


O professor Cezinande de Meira, chefe do Departamento de Reprodução Animal e Radiologia Veterinária, lembrou as conquistas acadêmicas e as principais atividades do seu departamento antes e, principalmente, depois da divisão. Citou o crescimento do corpo docente, o fortalecimento das linhas de pesquisa, o desenvolvimento da estrutura física. “Tenho certeza que temos muito mais a oferecer para que a sociedade tenha acesso a produção do conhecimento. Agradeço docentes, servidores técnico-administrativos, alunos de graduação e pós-graduação e residentes que colaboraram com essa história”.


Na sequencia, o professor Nereu Carlos Prestes fez uma apresentação recheada de imagens históricas, relembrando pessoas e instalações da Faculdade do passado até os dias atuais. O professor lembrou as primeiras gerações anteriores de professores da Faculdade.

 “Vocês são pessoas a quem dedicamos tanto respeito, tanto carinho. Temos o prazer de termos convivido com a primeira geração, que formou seguramente toda a base sólida dessa Faculdade. Nós, que chegamos um pouco depois, temos orgulho porque vivemos aqui dentro. Todo nosso amor e suor foram dados a essa escola para ajudar a construir tudo aquilo que vemos aqui hoje”.


O diretor da FMVZ, professor José Paes de Almeida Nogueira Pinto, também deixou sua mensagem relembrando a importância das pessoas que aqui chegaram e deram início à construção do que a FMVZ é hoje. “Foram pessoas especiais, não tenho dúvida disso. Não existem palavras para agradecer a vocês”.


O dirigente citou o destaque que a FMVZ e seu curso de Medicina Veterinária recebem em alguns rankings sobre ensino superior e pesquisa no Brasil, destacando o papel dos departamentos nesse cenário. “São áreas de ponta aqui dentro. Me sinto feliz porque estamos conseguindo levar adiante o sonho dos pioneiros, apesar das muitas dificuldades que encontramos”.


O professor Paes encerrou sua fala conclamando a comunidade universitária a enfrentar e superar o momento difícil pelo qual a universidade passa. “Vejo as pessoas desanimadas e entendo os motivos. Mas acho que da mesma maneira que nossos antigos professores e servidores conseguiram superar dificuldades maiores, conseguiremos transpor os problemas de hoje, em respeito, inclusive, a história desta instituição”, disse

E completou: “É um momento de união, uma questão de honra e respeito para com aqueles que nos precederam. Fico feliz em perceber que essa faculdade é uma instituição que tem capacidade para olhar para seu passado e entender a importância das pessoas que passaram por aqui. Não podemos perder essa característica. Acho que temos capacidade de superar as dificuldade porque temos história e ela vai alicerçar nosso futuro”.