Região perde 2.071 postos de trabalho na construção civil

O mês de março fechou, mais uma vez, com saldo negativo para o setor da construção civil. A triste notícia aponta que a região de Bauru – que abrange, principalmente, os municípios de Botucatu, Jaú, Marília, Avaré e Lins – perdeu um total de 2.071 postos de trabalho entre os meses de março deste ano e do ano anterior.

Os dados são fruto de um estudo realizado mensalmente pelo SindusCon-SP em parceria com a FGV-SP, que apontam ainda que, só no município de Bauru, um total de 1.216 postos de trabalho foram fechados. Entre os meses de fevereiro e março a variação foi de menos 266 vagas de emprego.

Em percentual, o município com maior variação foi Lins, com queda de 27,67%. Outro município com perda expressiva foi Avaré (124 quilômetros de Bauru), com saldo anual de menos 40 postos de trabalho e mensal de menos 75 vagas de emprego.

Na sequência deste comparativo anual vêm as cidades de Marília, Botucatu e Lins (iguais), Avaré e Jaú, respectivamente, com perdas de: 492, 147, 40 e 29 postos de trabalho, informa a assessoria de imprensa da entidade.

O diretor do SindusCon-SP na Regional Bauru, Ricardo Aragão, atribui o declínio à crise política e econômica que abrange o País todo nos últimos meses. “Os primeiros meses do ano, geralmente, são de novos lançamentos e novas contratações, mas, com este cenário, juros altos e ainda dificuldades de financiamento, o mercado ficou desaquecido. Bauru, especificamente, também passa por mudanças na legislação, o que entrava o lançamento de novos empreendimentos”, salientou.

(Fonte: JCNet)