Região conhece detalhes do Prêmio Prefeito Empreendedor

A região de Botucatu vai conhecer na próxima quarta-feira, 4 de setembro, os detalhes do próximo Prêmio Prefeito Empreendedor, iniciativa do Sebrae para destacar as iniciativas empreendedoras em todo país. São ações que visam o desenvolvimento econômico e social a partir do incentivo aos negócios de pequeno porte.
Prefeitos e agentes públicos de desenvolvimento dos dezoito municípios da região vão se reunir no Escritório Regional do Sebrae-SP em Botucatu, onde serão apresentados ? s regras e categorias do prêmio, que está na oitava edição. As inscrições para os gestores municipais vão até 15 de outubro.

A premiação seleciona os três melhores projetos globais e também as ações de destaque nas seis categorias temáticas: lei geral implementada, compras governamentais, desburocratização, pequenos negócios no campo, pequenos negócios nos eventos esportivos e novos projetos. Cada município pode inscrever até dois projetos desde que em categorias diferentes. Concorrem nacionalmente somente as propostas vencedoras nas respectivas categorias da etapa estadual.

“O desenvolvimento social e econômico do Brasil tem como primeiro patamar os municípios. E os gestores têm papel de facilitadores ao estimular o fomento de empreendimentos, emprego, respeito ambiental e social”, destaca Silvia Furio, gerente do Escritório Regional do Sebrae-SP em Botucatu.

Bruno Caetano, diretor-superintendente do Sebrae-SP, afirma que o prêmio objetiva a inclusão do empreendedorismo na agenda de desenvolvimento municipal. “Queremos despertar nas lideranças locais o poder de transformação social que o a micro e pequena empresa possui, uma vez que o setor é responsável por 52% dos empregos formais do país”.

{n}Iniciativas da região{/n}

Na edição anterior, três iniciativas regionais proporcionaram certificados de Prefeito Empreendedor a três municípios. Botucatu foi finalista na categoria ‘Melhor Projeto’, com implantação do processo de compra governamental de itens da agricultura familiar para a merenda escolar local. Os agricultores passaram a receber capacitação e planejamento para venda ao poder público.

Iniciativa semelhante adotada por Laranjal Paulista, que passou a comprar diretamente de agricultores do município. Foi criado o Departamento de Indústria e Comércio para o fomento do setor, além da adoção ao Sistema Integrado de Licenciamento, que reduziu o tempo de espera para emissão de licenças.

Conchas foi o município vencedor, na edição passada do prêmio, na categoria Promoção do Desenvolvimento Rural. Após crise provocada pela falência da maior empresa do município, poder público e parceiros como o Sebrae e a CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral), da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento, se uniram e promoveram cursos de capacitação aos agricultores para a diversificação da produção rural. Foi criado um abatedouro municipal e iniciativas como o “Balde Cheio” (para produtores de leite), além do programa Melhor Caminho, para melhorias das estradas rurais e a implantação da Sala do Empreendedor Rural.