Receita de boleiros foi lançado na sede dos “Foras de Forma”

Neste domingo (22), os sócios do Clube Recreativo Foras de Forma de Botucatu, que tem sede instalada no Jardim Tropical, cercada por uma ampla área verde, tiveram um almoço especial, com o lançamento do Livro “Receita de Boleiros”, de autoria de Mauro (gol) Alves e Dito Santa Rosa.

A particularidade desse livro é que todas as receitas nele contidas são criações gastronômicas dos próprios associados que se reúnem nas noites de quartas-feiras na “comilança” e aos domingos para o tradicional jogo de futebol e almoço de confraternização.

A idéia de colocar em um livro as receitas feitas pelos sócios foi desenvolvida a partir de uma idéia conjunta dos autores. “Foi até engraçado. Procurei o Dito (Santa Rosa) para revelar a idéia do livro. Para minha surpresa, ele contou que estava pensando em fazer a mesma coisa. Foi esse o primeiro passo”, lembra Mauro Alves, que se intitula “artilheiro” do time e se emocionou quando foi convidado a falar sobre o livro aos presentes.

Dito Santa Rosa completou: “Levamos o projeto ? diretoria que, prontamente, abraçou a idéia. Então, iniciamos o trabalho de coletar as receitas para fazer o livro e em seis meses ele estava pronto. Contamos com a força dos sócios que fazem parte do grupo associativo do clube”.

Mauro, que é um dos sócios fundadores, revela que o clube é uma extensão da família de cada um. “Por isso este livro não é meu e do Dito (Santa Rosa) e sim de toda família Foras de Forma, que nos ajudou e incentivou para que o projeto fosse viabilizado. E um orgulho fazer parte desse grupo”, frisa.

{n}O “Foras de Forma”{/n}

Foi no dia 14 de abril de 1.996, feriado, data em que se comemorava o aniversário da cidade de Botucatu, no campo do Atlético Clube Lajeado, um jogo organizado por Antonio Panhozzi com seus amigos e sobrinhos, com direito a churrasco de confraternização no terreiro de café (Terreirão) da Fazenda Lageado, que nasceu o projeto. Já no dia 01 de setembro deste ano tiveram início os treinos daquele grupo que se tornaria o Foras de Forma de Botucatu.

A partir do mês de outubro de 1.996, com 28 membros, já denominados Foras de Forma de Botucatu, começou a arrecadação da primeira mensalidade no valor de R$ 10,00. Essa mensalidade destinava-se a aquisições de bolas, redes, cerveja e refrigerante, para encontros semanais.

Em março de 1.998, o grupo já contava com 40 integrantes iniciando a arrecadação, além da mensalidade de R$ 10,00, mais R$ 20,00, que eram depositadas em caderneta de poupança para aquisição de uma área própria visando ? construção do Campo do Foras de Forma. Dos 40 integrantes, 29 contribuíram para essa arrecadação, que viria a se transformar em cotas patrimoniais.

Em 24 de julho de 1.998, no auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Botucatu (CDL), houve a 1ª Assembléia para a constituição e fundação da Associação Recreativa Foras de Forma de Botucatu, que contou com a participação dos seguintes senhores: Antonio Aparício Panhozzi; José Roberto Vernini; Osvaldo José Molina; Antonio Sérgio de Melo; Marco Antonio Nogueira Duarte; Euzébio de Almeida Filho; Carlos Roberto Rodrigues Filho; Antonio Cecílio Junior; Carlos Roberto Dorini; Paulo Henrique Silveira Leite; Dirceu Paes de Camargo; Valdilei José Frassetto; Márcio Luiz Ebúrneo; Calêb Casagrande; Jesus Fava; Valdimir Querubin; Wagner Querubin; Elias Querubin; Marcos Rogério Pimentel; Mauro de Oliveira Alves; Sérgio Swain Müller; Clauci da Cruz; Marcelo Ferraz de Lima; Wagner Costa Carreira; Aparecido Donizete Agostinho; Rinaldo Oliveira Ribeiro; Marcos José de Freitas Corvino e Marcel Ricardi Nordi.
Nesta 1ª Assembléia foi aprovado, por unanimidade, o estatuto social e eleita a sua primeira diretoria, que foi assim constituída: presidente – Antonio Aparício Panhozzi; vice-presidente – Antonio Cecílio Junior; secretário – Carlos Roberto Rodrigues Filho; tesoureiro – Clauci da Cruz; diretor esportivo – José Roberto Vernini; diretor social e de eventos – Mauro de Oliveira Alves; Conselho Fiscal (titulares) – João Roberto Vernini; José Matheus Yalenti Perosa e Antonio Sérgio de Melo; Conselho Fiscal (suplentes) – Sérgio Swain Muller; Dirceu Paes de Camargo e Marcelo Ferraz de Lima.

No dia 6 de julho de 1.999, no Primeiro Tabelião de Notas de Botucatu, situado a Rua Dr. Cardoso de Almeida nº 891- Botucatu, a Associação Recreativa Foras de Forma de Botucatu, CNPJ nº 02.923.765/0001-29, representada pelo seu presidente Antonio Aparício Panhozzi, adquiriu dos senhores Valentin Pilan e Cecília Regina Rossetto Pilan uma área de 15.000 m2 no valor de R$ 20.000,00, sendo que na oportunidade contavam em caixa com a quantia de R$ 14.000,00 e o restante foi dividido em três parcelas de R$ 2.000,00 pagas pelos sócios patrimoniais em três parcelas de R$ 50,00. A partir daí começou a obra: máquinas a todo vapor, tocos de eucaliptos removidos, terraplanagem, plantio do gramado, mudas de árvores, jardinagem e muito trabalho.

Em 29 de abril de 2.001, o sonho daquele grupo que se reunia aos domingos pela manhã para a prática do futebol, bate-papos regados a cerveja, tornava-se realidade, numa grande festa, com a participação dos familiares, amigos e autoridades da cidade, foi inaugurado o campo da Associação Recreativa Foras de Forma de Botucatu. O 1º gol no campo oficial foi marcado pelo Laudemir José Domingues Travensolli (Lau) e no campo infantil o gol inaugural foi assinado por Willian Santos Souza.

Hoje a Associação Recreativa Foras de Forma de Botucatu conta com 60 (sessenta) associados, que, juntamente, com seus familiares e amigos desfrutam do convívio de uma área totalmente cercada por alambrado, com campo oficial iluminado artificialmente, campo infantil, playground e salão de festas.

{n}Fotos: Quico Cuter

{bimg: 22982:alt=interna1:bimg}