Quitanda Dona Marina completa 40 anos

A Quitanda Dona Marina, viveu nessa quinta-feira (27) um dia especial ao comemorar os seus 40 anos de atividades em Botucatu. Até um palco com apresentação do mágico Bianconi foi montado em frente ao estabelecimento comercial para comemorar a data festiva.

Hoje instalada em um ponto estratégico do comércio da cidade na Rua Prudente de Moraes, entre a Avenida Dom Lúcio e a Rua General Telles, a família Kassama montou sua primeira loja na Avenida Dom Lúcio, nas proximidades do posto São Paulo. Depois, a quitanda estabilizou-se na Prudente de Moraes onde está até hoje, se constituindo em ponto de encontro das donas de casa, que buscam diversificação de produtos, bons preços e qualidade.

Para Dona Marina Kassama, a matriarca da família, no apogeu dos seus pouco mais de 70 anos, que comanda o empreendimento com o filho Paulo, a nora Maria Inez, e os netos André, Larissa e Midori, o segredo para conseguir manter uma clientela fiel é procurar dar ao freguês o que o freguês procura.

“Hoje em dia com o corre-corre cotidiano, muita mulheres trabalham fora e ao chegar em casa ainda tem que se preocupar com a comida. Por isso, adotamos a feira limpa, ou seja, a freguesa entra, escolhe os produtos que precisa e leva tudo, devidamente, cortado, embalado e pronto para ser servido. Além da nossa freguesia levar os produtos frescos, já que são embalados todos os dias, a mulher tem seu trabalho facilitado na cozinha”, revelou Marina.

Quem entra na quitanda pode não perceber, mas ao lado da quitanda existe um salão que é uma verdadeira linha de produção, para embalagem dos produtos. “Temos 30 funcionários que fazem a embalagem dos produtos e prestam atendimento aos fregueses. Nós procuramos embalar somente o que vendemos, para evitar sobras e manter os produtos sempre frescos nas prateleiras. Então, os funcionários estão sempre atentos e quando percebem que um determinado produto está acabando, vão providenciar mais”, conta Marina.

A matriarca da família Kassama, destaca que o trabalho é feito de maneira coordenada e cada um tem uma função específica. “Cada um sabe o que tem que fazer, por isso não há conflitos. E todos tem apenas um ideal: buscar o melhor atendimento para nossos fregueses, pois são eles que mantém nossa quitanda em atividade há 40 anos”, finalizou Marina.

Fotos: Fernando Ribeiro