Projeto de popularização ? ciência aproxima Unesp e estudantes

Na manhã desta segunda-feira (21), teve início a sétima edição do projeto “Difundindo e Popularizando a Ciência na Unesp”, que ocorre durante toda a semana no Instituto de Biociências de Botucatu (IBB). Voltado a estudantes do Ensino Médio, o evento tem como meta aproximar os jovens da ciência em suas diferentes áreas.

Neste ano, mais de 230 alunos de escolas públicas da região de Botucatu terão contato com quatro diferentes áreas das ciências biológicas como genética, botânica, reprodução e doenças tropicais. Todas as atividades serão feitas por meio de dinâmicas, visitas temáticas, oficinas, peças teatrais e exposição.

A abertura do evento, realizada no Anfiteatro do IBB, reuniu centenas dos alunos participantes e monitores responsáveis pelo projeto. Compuseram a mesa de autoridades presentes a vice-reitora da Unesp, professora Marilza Vieira Cunha Rudge, o diretor do IBB, Renato Eugênio Diniz, a secretária municipal de educação de Botucatu, Alessandra Lucchesi de Oliveira, o vice-diretor da FMB, professor José Carlos Peraçoli, além da coordenadora do projeto “Difundindo e Popularizando a Ciência na Unesp”, Adriane Wasko.

Enfocando a missão da universidade em buscar talentos dentro da ciência, a vice-reitora da Unesp, professora Marilza Vieira Cunha Rudge, salientou a difusão do conhecimento e a aproximação entre a Unesp e seus futuros alunos. “Precisamos cultivar estes talentos que existem dentro das salas de aula. Os resultados de projetos como o que iniciamos agora (curso de férias) estimulam os jovens a cada vez mais procurar a universidade”, frisou.

Renato Diniz, diretor do IBB salientou a participação dos alunos de graduação e pós-graduação como monitores nas áreas que serão abordadas durante os seis dias de curso. Para ele, é mais uma das formas com as quais a Unesp se relaciona com a comunidade onde está inserida. “A interação com a sociedade e a difusão do conhecimento são alguns dos pilares almejados pela universidade. Essa produção do conhecimento deve chegar a todos os níveis da Educação”, disse.

Parcerias e integração facilitam o ensino nos mais diversos níveis, reforçaram o vice-diretor da FMB, José Carlos Peraçoli e a secretária municipal de educação, Alessandra de Oliveira, durante discursos na abertura do evento. “A educação é um ato coletivo. Além do conhecimento científico, as atividades que serão realizadas durante a semana estimularão o espírito coletivo, de equipe destes alunos”, realçou Alessandra. “A realização do curso de férias como este é fundamental e mostra a capacidade da universidade em difundir as diferentes áreas da ciência”, acrescentou prof. Peraçoli.

Ainda durante a abertura do curso de férias, alunos da Unesp promoveram um teatro sobre as temáticas a serem abordadas na semana. Já a coordenadora do “Difundindo e Popularizando a Ciência na Unesp”, professora Adriane Wasko, apresentou um breve histórico e resultados obtidos pelo projeto. Realizado há sete anos, o projeto “Difundindo e Popularizando a Ciência na Unesp” já contemplou mais de 510 alunos do Ensino Médio da região de Botucatu e ofereceu 30 bolsas de Iniciação Científica Júnior. Foram realizados 21 cursos em quatro grandes áreas das ciências biológicas. Nesse total, 280 alunos de graduação e pós-graduação do IBB e da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB) participaram das atividades como monitores.

{n}Temas abordados {/n}

Com o intuito de levar a ciência de uma forma lúdica e simples aos estudantes do Ensino Médio, o “Difundindo e Popularizando a Ciência na Unesp” terá até o sábado, dia 26, uma programação ampla voltada ? imersão dos alunos aos diferentes temas propostos este ano. Algumas levam ? vivência da rotina de pesquisadores como visitas aos laboratórios didáticas em genética ou mesmo a um contato direto com espécies de plantas presentes no Jardim Botânico, ambos do Instituto de Biociências.

“É um momento importante entre a escola e a universidade na busca pela qualidade do ensino”, frisou Adriane Wasko, professora do IBB e coordenadora do curso de férias. Ela destaca, ainda, que outro benefício é o treinamento que os monitores, alunos dos cursos de graduação e pós-graduação da Unesp, passam a ter na preparação da vida acadêmica.

A edição 2013 do “Popularizando e Difundindo a Ciência na Unesp” tem apoio das Pró Reitorias de Extensão e Pós Graduação, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (Capes), Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Diretoria Regional de Ensino de Botucatu e Prefeitura de Botucatu.

{n}Preparação ao vestibular{/n}

Alguns alunos participantes frisaram a importância como complemento do conhecimento recebido na sala de aula. Para Cintia Galvão, 16, aluna o 3º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Dom Lúcio Antunes de Souza, em Botucatu, a participação no curso de férias promovido pela Unesp proporciona o aprimoramento do conhecimento antes da vida universitária. “Estou para prestar o vestibular e o que aprenderei durante a semana pode ajudar a estudar para o exame”, realçou.

Em sua segunda participação no curso, Deise de Souza, 16, aluna da EE Euclides de Carvalho Campos, pretende cursar veterinária e citou que o contato com algumas áreas da biologia são fundamentais para compreensão da carreira pretendida. “É uma forma diferente de conhecermos mais a ciência; pelas dinâmicas e atividades apresentadas”, acrescentou.

Fonte: Flávio Fogueral
Assessoria de Comunicação e Imprensa IBB Unesp