Professor do IBB recebe prêmio em inovação tecnológica

O desenvolvimento de um aparelho capaz de analisar o funcionamento do trato gastrintestinal foi classificado como uma das inovações tecnológicas de maior relevância dentro da Unesp em 2012. A confirmação veio na entrega do Prêmio Destaque Inovação Tecnológica, promovido dia 22 de novembro pela Agência Unesp de Inovação (AUIN), e que contemplou o professor do Instituto de Biociências de Botucatu (IBB), José Ricardo de Arruda Miranda.

O prêmio tem o objetivo de destacar pesquisadores e empresas que contribuíram com o desenvolvimento de tecnologias dentro da universidade. Vencedor da categoria “Tecnologia Licenciada originando recursos ? Universidade”, Miranda é vinculado ao Departamento de Física e Biofísica e desenvolve pesquisas em biomagnetismo, processamento de sinais e imagens biomédicas e instrumentação biomédica.

A linha de pesquisa desenvolvida pelo professor que proporcionou a indicação ao prêmio viabilizou o desenvolvimento e aplicação de um método biomagnético não invasivo para a avaliação de problemas do trato gastrintestinal (que abrange faringe, esôfago, estômago e intestinos grosso e delgado) e anomalias diversas. O resultado culminou no aperfeiçoamento de um aparelho de baixo custo denominado Biosusceptômetro de Corrente Alternada – BAC.

Um dos diferenciais do dispositivo, segundo prof. Miranda, é o fato de ser portátil e não emitir radiação. “A ideia é que se possa analisar o funcionamento dessa região e associando o aparelho ? s técnicas convencionais, novas abordagens serem implantadas com intuito de obter importantes subsídios fisiológicos e clínicos sobre o trato gastrointestinal”, frisa.

Patenteado através da própria universidade, o BAC tem uso licenciado para uma empresa dos Estados Unidos. A pesquisa teve a colaboração do aluno de doutorado do IBB, Fabiano Carlos Paixão.

Sobre o prêmio recebido, o professor realça que este é um estímulo ? aplicação do conhecimento produzido dentro da universidade. “Se torna um reconhecimento dos trabalhos tecnológicos realizados na Unesp. Isso estimula a aplicação na prática dos resultados obtidos nas pesquisas em todas as áreas da ciência”, realçou prof. Miranda.

{n}Demais vencedores{/n}

Com a presença da diretora executiva da Agência Unesp de Inovação, professora Vanderlan Bolzani; e de Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da Fapesp (Fundação de Amparo ? Pesquisa no Estado de São Paulo), o prêmio Inovação Tecnológica 2012 ainda contemplou iniciativas de outros campus da universidade.

Nesta primeira edição foram premiados dois docentes e duas empresas: Prof. Dr. Élson Longo da Silva, do Instituto de Química de Araraquara; Instituição Universitária com destaque ? Proteção da Propriedade Intelectual – Instituto de Química de Araraquara representado pelo Prof. Dr. Leonardo Pezza; Categoria Empresa de grande porte que mais investiu em Inovação na Unesp – Vale S.A., representada pelo Presidente do Instituto Tecnológico da Vale, Dr. Luiz Eugênio Mello; Categoria Pequena e Média Empresa que mais investiu em inovação na Unesp. – Engemap Engenharia, Mapeamento e Aerolevantamento Ltda, representada pelo engenheiro Roberto da Silva Ruy.

Fonte: Flávio Fogueral
Assessoria de Comunicação e Imprensa IBB Unesp