Prefeito e governador não vão ? inauguração do Fórum

O prefeito João Cury Neto, encaminhou um comunicado ? imprensa revelando que não estará presente na inauguração do novo Fórum de Botucatu prevista para ? tarde desta terça-feira (4), no Jardim Riviera.Na sua justificativa o prefeito alega que pessoas que foram importantes nesse processo. Conheça a íntegra do comunicado:

{i}“A construção do novo prédio do Fórum da Comarca de Botucatu é resultado do empenho e do trabalho de homens e mulheres que foram capazes de dimensionar a sua importância e tiveram disposição e coragem para encarar o desafio de torná-la realidade. Essa, sem dúvida, não foi uma tarefa fácil.

A situação incômoda e desconfortável, provocada pela interdição do antigo prédio do Fórum, em 2003, exigiu das autoridades e da sociedade um gigantesco esforço para encontrar uma alternativa factível para viabilizar, em tempo razoável, a construção de uma nova sede ? altura da tradição e da importância do Poder Judiciário em nosso município.

No ano de 2008, conseguimos convencer o Governo do Estado a destinar os recursos necessários ? execução da obra. Nessa tarefa destaca-se a atuação decisiva do então secretário da Casa Civil e atual senador da República, Aloysio Nunes Ferreira, que criou as condições políticas necessárias para garantir o investimento de mais de R$ 14 milhões. A Usina São Manoel, através da família Dinucci, também desempenhou papel relevante doando a área para abrigar o novo prédio.

Ao vencermos as eleições e assumirmos a Prefeitura em 2009, colocamos a construção do novo Fórum entre as prioridades de nosso mandato. Não apenas por garantir melhores condições de trabalho aos serventuários da Justiça e mais conforto a quem se serve dela, mas por também representar a criação de um novo eixo para o desenvolvimento da cidade, a partir de uma região até então carente de investimentos públicos. De fato, o novo Fórum, é um marco para Botucatu.
A parceria com o Governo do Estado também permitiu ? Prefeitura tirar do papel outro projeto antigo: o início da ligação entre a rodovia João Hypólito Martins (Castelinho) e o distrito de Rubião Júnior, através de amplas e modernas avenidas que levarão os nomes de Antonio Jamil Cury e Agostinho Rodrigues Torres.

Após tamanho esforço é justo que a cerimônia de inauguração de tão importante obra possa contar com a presença dos principais envolvidos em sua execução. Para que tenham a oportunidade de conhecer a sua grandeza e ao mesmo tempo receber o reconhecimento da comunidade por terem contribuído para a realização de um antigo desejo dos botucatuenses.

Infelizmente, a data escolhida pelo Tribunal de Justiça, sem consulta prévia ao Palácio dos Bandeirantes, não permitirá as presenças do governador Geraldo Alckmin; da secretária de Justiça, Eloísa de Sousa Arruda e do senador Aloysio Nunes Ferreira, privando figuras importantes nesse processo emblemático, de participarem de um momento histórico para o desenvolvimento de Botucatu e para a Justiça de São Paulo.

Tenho profundo apreço e respeito pelo Tribunal de Justiça e seus valorosos membros. Ao mesmo tempo, sou testemunha da dedicação e do empenho dos representantes do Executivo Estadual em contemplar nossa cidade com uma obra aguardada há anos.

Diante disso, as circunstâncias aqui relatadas me levaram a tomar a decisão de não participar da solenidade marcada para esta terça-feira (4). Em contato telefônico com a secretária estadual de Justiça, Eloísa de Sousa Arruda, fui informado que a Casa Civil já está agendando nova data para que, em breve, o governador aqui esteja para entregar ao povo botucatuense mais esse grande investimento realizado através da parceria entre a Prefeitura e o Governo do Estado.
Atenciosamente,

{n}João Cury Neto
Prefeito Municipal de Botucatu