PM recebe orientações para atender pessoas com deficiência

A Polícia Militar do Estado de São Paulo lança a cartilha de atendimento ? pessoa com deficiência com o objetivo de levar aos policiais militares dicas e orientações para implementar a comunicação com este público independente da sua deficiência quer seja física, visual, auditiva, intelectual ou múltipla.

De acordo com a chefe da seção de Relações Públicas do 12º Batalhão de Polícia Militar Interior (BPM/I), de Botucatu, capitão Kátia Regina Firmino Christófalo, seu conteúdo foi cuidadosamente estudado, fruto da participação e entrevistas com policiais militares, especialistas da área e especialmente pessoas com deficiência. Estes, segundo o CENSO 2000, já ultrapassam 14,5% da população brasileira.

“Além de dicas de convivência e atendimento, conceitos e legislações pertinentes, a cartilha apresenta noções básicas de comunicação na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), bem como dicas para o transporte de cadeirante para evitar agravamento de lesões”, colocou a capitão da PM.

O trabalho foi desenvolvido com o apoio da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida de São Paulo, Associação dos Policiais Militares Portadores de Deficiência do Estado de São Paulo e entidades ligadas ao atendimento ? pessoa com deficiência situadas na região da V Mariana da capital (AACD, APAE, DERDIC e Lar Escola São Francisco), bem como do interior do Estado,

O material didático de acesso a todos os policiais militares tem sido objeto de instrução e treinamento nos cursos de formação, aperfeiçoamento, especialização e estágios aos policiais militares, a fim de capacitá-los e especializá-los cada vez mais para o atendimento com excelência e qualidade nos serviços prestados ? sociedade, com fiel respeito e dignidade a pessoa humana, concebendo a Polícia Militar do Estado de São Paulo como uma Instituição amiga, eficiente e presente nas questões de responsabilidade social.