OP faz segunda reunião de 2014 na zona rural

A Prefeitura de Botucatu, através da Secretaria Municipal de Descentralização e Participação Comunitária, fez nesta quarta-feira (5) a segunda reunião em torno do Orçamento Participativo Rural – 2014, na Associação de Produtores Rurais da Colônia Santa Marina. Os demais encontros serão organizados ao longo do mês de março.
A primeira reunião foi realizada com os moradores do Chaparral, região do Distrito de Rubião Júnior, na semana passada (foto).

No Chaparral as demandas mais votadas pela população local foram as seguintes: conservação das estradas (1º lugar); auxílio na regularização de lotes (2º lugar); e serviço de internet (3º lugar).

O Orçamento Participativo foi retomado pela atual gestão do prefeito João Cury Neto, em 2011, mas pela primeira vez com a inclusão da zona rural dentro das temáticas. Os recursos financeiros a projetos demandados pelo OP Rural são oriundos do Fundo de Desenvolvimento Rural e também do próprio Orçamento Municipal.

“Botucatu é a única cidade do Brasil, das que trabalham com OP, a desenvolver uma temática exclusiva ? zona rural. Entendemos que essa parte da população, mais de seis mil moradores em Botucatu, também deve participar das discussões do orçamento público e ter o direito a uma ‘fatia’ destes recursos para a implantação de obras e serviços que possam melhorar a vida deles diretamente”, argumenta o secretário da Descentralização e Participação Comunitária, Paulo Sérgio Alves.

De 2011 até o momento já foi viabilizado pelo OP Rural, em Botucatu, a construção de áreas de lazer nos bairros da Mina e Alvorada da Barra, serviços de conservação em estradas rurais junto ? Secretaria de Obras, e reforço da segurança através da patrulha ambiental da GCM. Em parceria com a Sabesp, também foi possível implantar sistema de abastecimento de água no Alvorada da Barra e iniciar obras de sistema sanitário no Rio Bonito.