Nas estradas: Tráfego deve ser mais intenso logo depois do almoço

 

Foto: André Godinho

Durante o feriado a Rodovias do Tietê prevê que cerca de 296 mil veículos trafeguem pelo corredor Marechal Rondon Leste.

Por todo o Estado, o trânsito nas principais rodovias deve se intensificar já a partir das 9h deste domingo (27), principalmente as rodovias que ligam o Interior e o Litoral à Grande São Paulo. Na região de Botucatu, segundo o Policiamento Rodoviário, o fluxo de veículos deve ser mais intenso no início da tarde, logo depois do almoço.

 

De acordo com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), aproximadamente 1,8 milhão de veículos circularam nas rodovias que cortam a região metropolitana de São Paulo rumo ao Litoral e ao Interior do Estado.

Para quem vai circular pela rodovia Marechal Rondon, na volta do feriado, o movimento promete ser intenso durante todo o domingo, com pico na parte da tarde, entre 18h e 00h.

O horário de pico para quem retorna do litoral sul via Anchieta/Imigrantes, segundo previsão da Ecovias, que administra o sistema, será entre 9h e meia-noite.

O mesmo deve ocorrer para aqueles que saem do Litoral sul e que vão utilizar as rodovias Cônego Domênico Rangoni e Padre Manoel da Nóbrega. A concessionária prevê que 300 mil veículos retornem à Capital vindos do Litoral sul.

Quem retorna do Litoral norte, segundo estimativas, também deve encontrar trânsito intenso no retorno à Capital já no meio da manhã. Quem seguir pelas rodovias Mogi-Bertioga, Oswaldo Cruz e Rio-Santos deverá lidar com trânsito pesado a partir das 9h. O movimento intenso deve acabar às 23h.

Já para quem retorna pelo corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto, a estimativa é que o pico seja a partir das 11h, até as 21h. A previsão da Ecopistas, concessionária que administra o corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto, é que ao longo do feriado 850 mil veículos terão passado pelas quatro praças de pedágio, nos dois sentidos.

Capital

No sentido Capital das rodovias Castello Branco e Raposo Tavares, o tráfego deve começar a se intensificar ao meio-dia e ficar mais tranquilo às 23h. Na Anhanguera e na Bandeirantes, o pior horário começa também ao meio-dia, mas deve melhorar um pouco antes a partir das 21h.

(Com JCNet)