Mercado procura por profissionais da informação

A área de tecnologia da informação (TI) vive um momento de aquecimento, com salários atrativos e diversas oportunidades de empregos. Entretanto, o setor sofre com a falta de profissionais qualificados para preencher as vagas ofertadas. De acordo com uma pesquisa recente da consultoria IDC, existe carência de cerca de 40 mil profissionais e previsão de que esse número aumente ainda mais para os próximos anos. Em 2015, a consultoria estima que 117 mil vagas ficarão abertas por causa da escassez de pessoas capacitadas.

“Podemos destacar que o problema para a falta de profissionais é gerado pela rápida expansão das empresas de infraestrutura e a atualização acelerada dos serviços de tecnologia. Esses fatores fazem com que o mercado fique cada vez mais exigente na busca por pessoas atualizadas”, avalia Anderson Serrano Celestino, docente da área de tecnologia da informação do Senac Botucatu.

Segundo ele, as maiores demandas estão nas áreas de desenvolvedores.Net e Java, gestão e gerência de projetos, especialistas em Big Data, nuvem e mobilidade e desenvolvedores móveis, Help Desk e suporte técnico.

“As empresas buscam profissionais com habilidades em Big Data, mobilidade, IPv6, inglês, programação, desenvolvimento de aplicativos, armazenamento de dados, cloud computing e virtualização. Essas competências são grandes diferenciais para se obter bons cargos”, afirma.

Com o objetivo de capacitar profissionais para atender ? s demandas do mercado, o Senac Botucatu oferece cursos com duração entre 40 e 160 horas, como 2124 – programando com C#, Manutenção de Micro e Implantação de Rede Local, Montador e Reparador de Computadores, Manutenção de Microcomputadores, Virtualização de Infraestrutura com Xen e Wirelles – implantação de Redes WLAN. Mais informações podem ser obtidas no site www.sp.senac.br/botucatu ou pelo telefone (14) 3112-1150.

Da assessoria