Medicina da Unesp comemora Jubileu de Ouro com celebrações

A Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) tem realizado, neste ano, uma série de atividades para comemorar o aniversário de 50 anos do início de suas atividades acadêmicas. Uma extensa programação foi preparada e as celebrações acontecerão durante todo o ano.

Um dos momentos mais esperados do Jubileu de Ouro da escola, a sessão solene que incluirá um cerimonial da Congregação da FMB, acontecerá dia 26 de abril, a partir das 15 horas, no Salão Nobre da instituição e no tradicional Anfiteatro da Patologia. Durante o evento ocorrerá a premiação do concurso de fotografias aberto da toda a comunidade, cujas inscrições encontram-se abertas até o dia 12 de abril (leia mais:http://goo.gl/taC4A)

Logo após a sessão solene será realizado, no Teatro Municipal “Camilo Fernandes Dinucci”, ? s 20 horas, um espetáculo de dança organizado pela Academia Sueli e Studio de Dança Cinthia Denadai. Também no dia 26 de abril, será lançado oficialmente o livro que reúne relatos de alguns dos principais momentos da trajetória de lutas e vitórias da faculdade.

É possível conferir a programação completa das atividades em comemoração ao Jubileu de Ouro da FMB/Unesp no site:http://goo.gl/Q8S6Z.

{n}Um pouco da história…{/n}

A Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu (FCMBB), que nasceu única e depois foi dividida em quatro institutos isolados, foi criada pela Lei 6860, de 22 de julho de 1962. Todos os cursos – Medicina Humana, Medicina Veterinária e Biologia – eram ministrados no único prédio existente, hoje ocupado pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina (HCFMB). O curso de agronomia foi criado em 1965.

Na estrutura onde hoje funciona o HCFMB – construído entre 1950 e 1960 e projetado inicialmente para receber tuberculosos – começou a funcionar, em 1963, a FCMBB, abrigando os cursos de Medicina Humana, Medicina Veterinária, Biologia e Agronomia. Com a criação da Unesp, em 1976, a escola foi desmembrada em Faculdade de Medicina (FMB), Faculdade de Medicina Veterinária (FMVZ), Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) e Instituto de Biociências (IB).

Os primeiros anos das atividades na FCMBB foram marcados pelo empenho de docentes e servidores técnico-administrativos em superar as dificuldades estruturais. Corajosamente, os estudantes também pleiteavam benefícios para a Faculdade.

Em 1967, em plena ditadura militar, a denominada “Operação Andarilho” mobilizou cerca de 600 estudantes numa marcha de Botucatu a São Paulo para reivindicar a liberação de verbas aos cursos recém-implantados. O movimento teve como consequência a obtenção de recursos para a compra de equipamentos e a contratação de novos professores.

Fonte: Leandro Rocha
Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB/Unesp