Me deu saudades do Circo Orlando Orfei

Tá certo que a festa reuniu mais de 40 mil pessoas, com grandes shows e atividades, mas ficou comprovado, mais uma vez, que Botucatu carece de um local mais apropriado para que eventos como o aniversário da Cidade sejam realizados e possam dar um mínimo de conforto ao público. Definitivamente, a Praça da Catedral não é ideal para isso. Já dissemos isso muitas vezes e vamos sempre bater na mesma tecla. A Cidade precisa ter seu Recinto de Eventos.

Além de causar uma série de problemas de Mobilidade Urbana, o pior de tudo foi aquele parque no meio da praça. Lembrou-me, guardadas as devidas proporções, o que foi montado em Botucatu no mesmo período em que o Circo Orlando Orfei se apresentou na Cidade há décadas atrás, no Botucatu Tênis Clube (BTC) e usava a quadra de esportes como picadeiro e os animais (leões, macacos e cavalos) ficavam expostos em jaulas nas calçadas da Rua Velho Cardoso.

Talvez tenha sido esta a maior aberração em nome do entretenimento já feita na Cidade. A praça mais movimentada praça do município com o parque e seus múltiplos brinquedos e o BTC com o circo e seus animais. Tudo junto e misturado. Nada contra circos e parques. Longe de mim desprestigiar essas pessoas que, ? s duras penas, ganham a vida praticando entretenimento pelo nosso Brasil afora. Mas devem serem montados no lugar certo ou, no mínimo, adequados.

Mas, voltando ao recente parque na praça, fiquei imaginando se um acidente acontecesse e machucasse alguma criança. Quem seria responsabilizado? Felizmente nada aconteceu, mas que fique a certeza de que não tem nenhum sentido um parque fazendo parte desse evento, no local onde foi montado. Mais vale prevenir do que remediar. Desculpem a insistência, mas a Praça da Catedral não é local para abrigar um parque.

E temos na Cidade um local excelente e centralizado perfeito para realização de grandes festas, como exposições, por exemplo, com espaço físico plano muito maior do que a Praça da Catedral. Mais: de fácil acesso ? população. Esse local é área onde funcionava a antiga oficina de locomotivas da Estrada de Ferro Sorocabana (EFS), ao lado da estação, entre o Jardim Paraíso e Vila Maria. Quer lugar melhor do que aquele?