Lançado em Botucatu o Programa Antidrogas

Com a presença de diversas autoridades e representantes de instituições ligadas a diferentes segmentos sociais do Município, a Prefeitura de Botucatu, através da Secretaria Municipal de Segurança e Direitos Humanos, realizou na manhã desta quinta-feira (1º março) a 1ª Conferência Municipal Antidrogas com o lançamento do Programa Municipal Antidrogas (PROMAD). O evento aconteceu na Sala de Teleconferência da Secretaria Municipal de Educação.

De acordo com o prefeito João Cury, a escalada do uso e tráfico de drogas, problema que afeta praticamente todos os municípios brasileiros, precisa ser enfrentada através de uma ação integrada que envolva o poder público e a sociedade civil organizada.

“Nosso Programa Municipal Antidrogas será dividido em quatro grandes eixos: prevenção, enfrentamento, tratamento e pró-juventude. Através da 1ª Conferência Municipal, a população botucatuense teve a oportunidade de debater o tema para que, junto com o poder público, possa encontrar e elaborar medidas eficazes e permanentes de prevenção e enfrentamento ao uso e tráfico de drogas”, afirma Cury.

O secretário de Segurança Pública e Direitos Humanos, delegado Adjair de Campos ressalta que a PROMAD tem como principal objetivo tornar-se uma ferramenta para toda a comunidade na construção de um futuro melhor por meio de ações de prevenção e enfrentamento ao uso e tráfico de drogas. “A iniciativa tem como foco prioritário a juventude, especialmente em relação as drogas lícitas (álcool e tabaco), que são a porta de entrada para o acesso a drogas ilícitas”, frisa Campos.

Os principais pontos do programa incluem a mobilização de secretarias municipais para a viabilização de ações integradas, transversais e eficazes no município; ações de publicidade permanentes, que vão culminar em uma grande campanha publicitária nas mídias disponíveis e redes sociais. “Além disso, também haverá reforço na orientação sobre a legislação vigente, com ênfase na prevenção ao uso e abuso de bebidas alcoólicas e tabaco e fortalecimento na fiscalização, sobretudo ? venda de bebidas para crianças, adolescentes e jovens”, frisou Adjair de Campos.

Outro ponto destacado pelo secretário foi a melhoria constante das políticas públicas voltadas ? juventude, com foco especial na implementação da Casa da Juventude, espaço que incluirá atividades de esporte, cultura, educação, informação, cidadania, e lazer entre outros programas voltados a juventude botucatuense.

“O programa prevê ainda colaboração com o trabalho a ser executado pelo Centro de Recuperação de Dependentes Químicos, equipamento público na área de saúde viabilizado através de parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura, que prestará atendimento regional”, explica Campos.

A abertura da 1ª Conferência Municipal Antidrogas foi feita pelo prefeito João Cury Neto e contou com palestras proferidas pela médica psiquiatra Florence Kerr Correa, professora titular da Faculdade de Medicina de Botucatu e com o delegado da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE), Paulo Fábio Buchignani.

Fotos: Valéria Cuter