Imprensa dá como certa a saída de Massa da Ferrari

A situação do piloto de Botucatu Felipe Massa na equipe Ferrari não está nada confortável. A imprensa européia, principalmente a italiana, já dá como certa sua saída da escuderia ao final da temporada deste ano do Campeonato Mundial de Fórmula 1. Há quem aposte que Massa deixe a equipe antes mesmo do encerramento da temporada. O piloto não sobe a um pódio na Fórmula 1 desde 2010 e sua melhor temporada na categoria foi em 1998, quando conquistou o vice-campeonato.

A melhor classificação do piloto nas 07 provas disputadas na temporada 2012 foi um sexto lugar no circuito de rua do Principado de Mônaco. Na mais recente prova disputada domingo (10) no Canadá, Massa largou em quinto, rodou na pista e terminou em 10º lugar.

Em sua edição desta segunda-feira (11), o jornal periódico italiano La Stampa, não poupou críticas ao brasileiro. “Estava (no Canadá) em quinto, terminou em décimo e agora pode começar a morder unhas, dedos e mãos pensando no resultado que estragou, considerando que agora sua renovação de contrato está se tornando cada vez mais improvável”, diz a publicação.

Na classificação geral, Massa ocupa a incômoda 14ª colocação com 11 pontos, atrás de Bruno Senna que tem 15 pontos e um carro muito inferior. Já o companheiro de equipe de Massa, o espanhol Fernando Alonso, está na vice-liderança do campeonato com 86 pontos somados em 07 provas disputadas, atrás apenas do líder Lewis Hamilton que tem 88 pontos.

No início dessa semana em entrevista ao jornal italiano Corriere dello Sport, o presidente da Ferrari, Lucca de Montezemolo, admitiu que a equipe está aberta a opções para a vaga de companheiro de Fernando Alonso e não poupou elogios aos pilotos Sérgio Peres (Sauber), Jenson Button (McLaren) Paul di Resta (Force India) e Nico Rosberg (Mercedes).

Felipe Massa revelou que não sabe se vai continuar na Fórmula 1, caso seja dispensado da Ferrari. Apesar dos maus resultados e das críticas, Massa ainda acredita na permanência, mas sabe que, para isso, precisará melhorar seus resultados a partir da próxima corrida.

“Tudo depende dos resultados que eu obtiver a partir de agora. No momento, não faço ideia do que estarei fazendo no próximo ano. Penso somente na próxima corrida. Tudo o que quero é permanecer na F1 em uma boa equipe. Se tiver de migrar para um time pequeno, talvez pensaria em fazer outra coisa. Sempre quero lutar pela vitória. A partir de agosto, vamos começar a pensar o que faremos no futuro”, disse o piloto ? revista alemã “Auto Bild”.

Foto: Divulgação