GCM resgata cachorro do mato no Parque Convívio

Animal foi levado ao Cempas ficando aos cuidados da equipe de veterinários e como não tinha sinais de ferimentos aparentes ele deverá ser devolvido à natureza

 

Inspetor Destro e agente  De Santi com apoio do inspetor Carlos e o GCM Carmelin do Grupo de Proteção Ambiental (GPA), resgataram um cachorro do mato, que estava sendo acuado por cachorros no Parque Convívio, com intuito de preservá-lo. O animal foi levado ao Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Silvestres (Cempas), ficando aos cuidados da equipe de veterinários. Como não tinha sinais de ferimentos aparentes ele deverá ser reinserido de volta à natureza.

O cachorro do mato é o canídeo brasileiro mais avistado, comum em áreas rurais e de matas próximas aos centros urbanos. Possui pêlos acinzentados sendo a região ventral tendendo ao amarelado, as pontas das patas são pretas, com orelhas curtas e uma cauda bem peluda, com hábitos noturnos. Territorialista, pode viver em bandos onde existe um casal monógamo de 1 a 5 filhotes, porém é um caçador solitário e raramente procuram alimento aos pares. Sua dieta  é bastante diversificada e come frutos, pequenos mamíferos, insetos, aves, répteis e anfíbios.

 

Alvará na Mina

Também a equipe do GPA com o inspetor Carlos e o agente Carmelin,  juntamente com o Conselho Tutelar foram até o Bairro da Mina, onde segundo denúncia num determinado estabelecimento estaria acontecendo trabalho infantil e prostituição. Porém durante averiguação nada foi constatado, exceto a falta de alvará de funcionamento no referido bar. Diante dos fatos a proprietária foi devidamente orientada a regulamentar a situação do estabelecimento comercial.

 

Apoio ao Poder Judiciário

No início desta segunda-feira os guardas municipais Marcos e Zambonato realizavam patrulhamento preventivo e  comunitário na região da Vila dos Lavradores, momento em que foram acionados por um oficial de justiça, já que ele necessitava de apoio para cumprimento de mandado de busca e apreensão de um veículo. Os guardas prestaram todo auxilio necessário na execução da ordem judicial, que transcorreu tranquilamente.

 

Mediação de conflito

Agentes municipais Castilho e Maffei foram acionados a comparecer na Vila Assumpção, já que segundo solicitação realizada no telefone 199, no local havia uma mulher sendo ameaçada pelo seu marido. Com a chegada da viatura houve a mediação do conflito do casal. Após entrarem num acordo a mulher foi pernoitar na casa de parentes e, posteriormente, irá decidir se vai prestar queixa junto a Polícia Civil.