GCM flagra uso de entorpecente na Praça do Paratodos

Denúncia anônima apontou que quatro indivíduos estavam usando maconha no local e durante averiguação um deles confessou ter fumado maconha na praça

 

Atendendo a uma denúncia anônima os guardas civis municipais Giselle e Dias, estiveram averiguando um caso de uso de entorpecente, o fato aconteceu na Praça Coronel Moura – Paratodos, já que segundo denúncia anônima quatro indivíduos estavam usando maconha no local. Durante averiguação não foi encontrado entorpecente, porém um deles confessou ter fumado maconha na praça, diante dos fatos foram orientados e liberados.

 

Criança sozinha

Agentes Da Silva e Giselle, acabaram atendendo um solicitação realizada no telefone 199, dando conta que uma criança de apenas 2 anos estava sozinha andando em uma das ruas da Vila São Lúcio. Já no local os guardas localizaram a criança e acionaram o Conselho Tutelar compareceu no local, ficando aos cuidados das conselheiras, que localizaram a mãe da criança.

 

Auxilio comunitário

Dois casos de auxilio comunitário foram atendidos pela Guarda Municipal sendo que o  primeiro atendimento foi no Jardim  Monte Mor, onde os guardas civis municipais inspetor Destro e agente Bozzoni localizaram um cidadão de 43 anos necessitando de um local para pernoitar, sendo que foi conduzido ao Projeto Centro de Atendimento ao Migrante Itinerante e Mendicância (Camim). Já o segundo caso foi no Terminal Rodoviário, onde uma mulher estava com seus filhos (2 e 3 anos) estava chegando na cidade e não tinha o endereço exato de seus familiares, mas sabia que seria na região de Rubião júnior, sendo assim ela foi levada até aquele distrito na casa de um conhecido.

 

Idoso desorientado

Na madrugada desta segunda-feira (18) os guardas Castilho e Maffei, acabaram encontrando um idoso aparentando 80 anos, o fato aconteceu no Jardim Peabiru, onde foi constatado que ele estava totalmente desorientado, não soube informar nenhuma informação sobre sua identidade, bem como onde reside. Diante dos fatos o idoso foi levado até o Projeto Camim, ficando aos cuidados da equipe de assistentes sociais.