GCM fecha o cerco contra mototaxistas irregulares

Atualmente, mais de 500 pessoas (entre homens e mulheres)  circulam pelo trânsito da Cidade trabalhando no transporte de pequenas cargas ou passageiros

 

A Guarda Civil Municipal verificando denúncia realizada na ouvidoria da Prefeitura Municipal realizou a fiscalizando em duas agências de mototaxistas na cidade, sendo que em uma delas no centro da cidade foi constatado que estava com alvará, já a segunda agência no Jardim Brasil foram autuados dois mototaxistas irregulares, que estavam sem alvará de funcionamento expedido pela prefeitura municipal de Botucatu.

Os agentes foram até a agência de mototáxi e constataram no momento da fiscalização que dois mototaxistas estavam realizando corridas sem nenhum tipo de autorização e a agência estava sem alvará também e acabou autuada. Os mototaxistas que tenham alguma pendência ou queriam regularizar a situação, basta procurar a sede da GCM na Rua Victor Atti, nº 145, Vila dos Lavradores ou pelo fone 3882-0932.


Hoje é muito comum motoqueiros circulando pelo trânsito da Cidade trabalhando no transporte de pequenas cargas ou passageiros. São cerca de 500 pessoas (entre homens e mulheres) prestando esse serviço e o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) obriga os mototaxistas e motoboys a passarem por qualificação para exercer a profissão.

A resolução prevê que cada um desses profissionais deva passar por um curso de qualificação de 30 horas com aulas sobre segurança, ética, disciplina, legislação, além de vários outros temas aprovados pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Os motoristas com mais de 21 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) não poderão mais exercer a atividade.

Além do curso, a motocicleta também terá de contar com acessórios de segurança, como protetor de motor (mata cachorro), aparador de linha antena (corta pipa) e dispositivos específicos para transporte de carga e passageiros. Quem não se adequar à nova lei poderá ser e perder cinco pontos na carteira, ter a moto apreendida e não conseguirão renovar o cadastro no Departamento Municipal de Trânsito.