GCM e PM fiscalizam agência de mototaxistas irregular

Na fiscalização, além de o condutor da moto ter autorização e qualificação para realizar este tipo de serviço é verificado se as agências usam dispositivos de segurança exigidos por lei

 

Nesta terça-feira (05) a Guarda Civil Municipal (GCM) atendendo pedido da Polícia Militar (PM) estive no centro da cidade com intuito de fiscalizar moto-taxistas irregulares, sem o devido alvará de funcionamento expedido pela Prefeitura Municipal de Botucatu. A ação foi desenvolvida em razão de uma denúncia anônima feita ao telefone 190.

Os agentes deslocaram-se até a agência denunciada e constataram no momento da fiscalização que três mototaxistas estavam realizando corridas sem nenhum tipo de autorização e um com alvará vencido. Diante da situação foram autuados, bem como a agência que permitiu mototaxistas trabalharem sem o devido alvará para transporte de passageiros.

Na fiscalização, além de o condutor da moto ter autorização e qualificação para realizar este tipo de serviço,  é verificado se as agências usam dispositivos de segurança exigidos por lei como capacetes, toucas descartáveis que podem ser usadas ou não pelo passageiro. O profissional deve utilizar colete de identificação e o veículo devidamente adesivado. Também é verificado se a moto possui o ‘mata cachorro’ (protetor de motor que também resguarda as pernas do condutor) e a antena que evita que linhas de pipa com cerol atinjam o motociclista e passageiro.

Proprietários dos estabelecimentos que registraram algum tipo de irregularidade deverão apresentar, em um prazo de dez dias, as adequações exigidas em lei. Caso isso não ocorra, os veículos utilizados no serviço de mototaxi e a própria empresa poderá ser autuada e impedida de prestar serviços. Operações em outras agências deverão ser realizadas pela GCM e PM.  Os mototaxistas que tenham alguma pendência ou queriam regularizar a situação, basta procurar a sede da GCM na Rua Victor Atti, nº 145, Vila dos Lavradores ou pelo fone 3882-0932.