Gape localiza adolescente desaparecido há 15 dias

Um vigilante que trabalha no Serviço de Atendimento Referência Álcool e Drogas (Sarad), reconheceu o adolescente e acionou a GCM para que fosse encaminhado ao Conselho Tutelar

 

No início da noite desta terça-feira (26) os guardas civis municipais Nogueira, Vaz, Lourenço e Zambonato do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE) foram solicitados através da Central de Atendimento da GCM (GCCOM), já que um vigilante que trabalha no Serviço de Atendimento Referência Álcool e Drogas (Sarad), reconheceu um adolescente de 15 anos, que estava desaparecido há cerca de 15 dias, o fato aconteceu na Rua Capitão José Paes de Almeida.

Os guardas compareceram no local e acionaram o Conselho Tutelar e o caso foi apresentado junto ao Plantão Permanente da Polícia Civil, onde o delegado Paulo Fábio Buchignani elaborou o Boletim de Ocorrência (BO) e o adolescente ficou aos cuidados das conselheiras tutelares.

 

Caso de queimada

Agentes municipais Petenucci e Dias atenderam um caso em que um homem havia ateado fogo num terreno baldio, no Jardim Iolanda, com a chegada dos guardas havia somente uma testemunha no local, que presenciou um indivíduo realizando a queimada. Segundo a solicitante na região há vários terrenos sujos, sendo assim o fato será encaminhado ao órgão competente.

 

Resgate de garça

Grupo de Proteção Ambiental (GPA), com o inspetor Carlos e o agente Carmelin estiveram na Estrada Municipal Domingos Papa região do Araquá, onde resgataram um filhote de Garça. A ave que estava com uma das pernas quebrada, foi levada ao  Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Silvestres (Cempas), ficando aos cuidados da equipe de veterinários.

 

Internação compulsória

Em apoio ao Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II), os guardas civis municipais Petenucci e Dias, estiveram Jardim Paraíso para o cumprimento de internação compulsória à uma mulher de 36 anos. A ordem judicial foi cumprida e a paciente conduzida ao Hospital Psiquiátrico “Cantídio de Moura Campos”.