Fundo Social quer trazer escola de Moda para Botucatu

A presidente do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (Fussesp), Lu Alckmin, inaugurou na última terça-feira (13) mais dois Polos Regionais da do projeto “Escola de Moda”: em Itapetininga e Conchas.

Segundo ela já são três Escolas de Moda na capital e agora começa a implantar os Polos Regionais. “Eles oferecerão curso de Corte, Costura e Modelagem para os moradores dessas cidades e servirão de sedes de capacitação de multiplicadores dos municípios da região. No total, serão 56 unidades, sendo 28 em entidades assistenciais da capital e 28 no interior. Queremos transformar o Estado de São Paulo no maior Polo de Costura do Brasil”, explica a presidente do Fussesp.

Lu Alckmin ainda destaca que foram escolhidas para serem polos regionais as cidades mais bem localizadas com menos de 100 mil habitantes. Em Conchas a solenidade contou com a presença da presidente do Fundo Social de Solidariedade (FSS) de Botucatu e primeira dama Rachel Ferronato Cury e também reuniu representantes de mais 30 municípios.

O Polo Regional de Conchas atenderá as regiões de Botucatu e Avaré. A capacitação dos municípios teve início na última terça-feira, 12 de março, e acontecerá durante quatro segundas-feiras, das 8 ? s 12 horas e das 13 horas ? s 16h30. Passam por capacitação os multiplicadores dos municípios de Avaré, Laranjal, Taquarituba, Botucatu e Pereiras. Já estão inscritos para a próxima turma: Itaí e Fartura. A capacitação dos munícipes teve início em 6 de março. São 20 alunos, sendo uma turma as terças e quintas e outra as quartas e sextas, das 8 ? s 11 horas.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade de Botucatu e primeira dama Rachel Ferronato Cury, destaca que Botucatu já está participando da capacitação por meio de duas multiplicadoras. “Elas estão aprendendo as técnicas da Escola de Moda e mais para frente irão conhecimento ao nosso Município”, conta.

Ela ainda ressalta que após a capacitação das multiplicadoras o próximo passo do Fundo Social de Botucatu será montar um espaço para receber o projeto e encaminhar o pedido de convênio com o Fussesp para implantar uma Escola de Moda na Cidade. “Se tudo der certo com este convênio o Fussesp enviará para Botucatu quatro máquinas de costura e 300 metros de tecidos para darmos início a escola em nossa Cidade”, explica.

{n}Sobre o projeto{/n}

Para a implantação do projeto, o Fundo Social repassou aos municípios e entidades sedes um Kit Costura (10 máquinas de costura, cadeiras, mesas, tábuas de passar e ferro); conteúdo didático (mídia com o conteúdo das apostilas e moldes); suporte/orientação das assistentes sociais e repasse de R$ 21 mil para aquisição de insumos, que serão pagos em três parcelas durante um ano e meio. Esse repasse é destinado exclusivamente para aquisição de fitas métricas, réguas, tesouras, agulhas, botões, linhas, colchetes e tecidos.

Os alunos que são do município sede e estão desempregados, mas não contam com nenhum benefício, como o seguro desemprego, recebem bolsa-auxílio no valor de R$ 210 da Secretaria Estadual de Emprego e Relações do Trabalho.

Já os fundos municipais, que encaminharem multiplicadores para capacitação, poderão firmar convênio com o Fussesp para implantar uma Escola de Moda em suas cidades. Nesse caso, receberão quatro máquinas de costura e 300 metros de tecidos. Além dos Polos de Itapetininga e Conchas, já foram inaugurados os de Guararapes, Guzolândia, Quatá e Presidente Bernardes.