Fundação CASA de Botucatu está na exposição de presépios

Fotos – Divulgação

Instituições participantes são: Três Rio, Rio Novo, Madre Teresa de Calcutá I e II, de Iaras; Botucatu; Bauru e Nelson Mandela, de Bauru; Feminino  Cerqueira César I e II e João Paulo II, de Cerqueira César; e Esperança,  de Itapetininga

Adolescentes que cumprem medida socioeducativa de internação e  funcionários de 11 centros da Instituição nas cidades de Iaras, Bauru, Botucatu, Itapetininga e Cerqueira César expõem gratuitamente, até o dia  17 de dezembro, presépios inspirados na arte Naïf, na Biblioteca  Municipal de Águas de Santa Bárbara. A visitação pode ser feita de  segunda a sexta, das 8 às 17 horas, com intervalo entre às 11h30 e 13 horas.

Trata-se do III Concurso de Presépios da Fundação CASA/DRS, promovido  pela Divisão Regional Sudoeste (DRS), uma das 11 administrações regionalizadas da CASA. Nesta edição, os jovens inspiraram-se em artistas brasileiros representativos do Naïf, uma arte espontânea,  primitiva, natural e livre, em expressão autêntica.

Os CASAs participantes são: Três Rio, Rio Novo, Madre Teresa de Calcutá I e II, de Iaras; Botucatu; Bauru e Nelson Mandela, de Bauru; Feminino  Cerqueira César I e II e João Paulo II, de Cerqueira César; e Esperança,  de Itapetininga.

O objetivo do concurso é promover a criatividade de jovens e  servidores, estimular o uso de técnicas artesanais e artísticas e de  materiais recicláveis e resgatar a cultura popular no Natal. Cada presépio contém as personagens representativas na tradição cristã:  Menino Jesus, Maria, José, três Reis Magos, pastores, animais e estrela de Natal.

Na próxima sexta-feira (11 de dezembro), a artista plástica Giseli  Murback, de Avaré, especialista na arte Naïf, avaliará os presépios, indicando as três primeiras colocações, que receberão, cada qual,  certificado de participação e reconhecimento. Entre os critérios de análise estarão: criatividade, originalidade, uso  de materiais ecologicamente corretos, fidelidade ao tema e ao estilo do  pintor e estética final.

Os representantes brasileiros da arte Naïf nos quais as equipes se inspiraram são Lorival Viegas, Djanira Motta, Vanessa Lima, Militão dos Santos (com base no quadro Feira do Interior), Ermelinda de Almeida,  Rodrigues Lessa, Emma Bianchini, Crisaldo de Morais, José Roberto Coelho e Ronaldo Mendes.