FMVZ treina servidores municipais em manejo de animais selvagens

 

rodrigo-2-siteO Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Selvagens (Cempas) da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) ofereceu, nos dias 29 e 30 de julho, um curso sobre manejo e contenção de animais selvagens em situação de risco para um grupo de cerca de 40 pessoas, entre agentes da Vigilância Ambiental e da Guarda Civil Municipal de Botucatu.

O curso, apostilado e composto por atividades teóricas e práticas, foi ministrado por Rodrigo Teixeira, médico veterinário com mais de duas décadas de experiência com animais selvagens. Teixeira, que atualmente cursa seu doutorado na FMVZ, já atuou como diretor no Parque Zoológico Municipal Quinzinho de Barros, em Sorocaba. Também é conhecido por estrelar o reality show “Doutor Selvagem”, exibido pelo canal Animal Planet.

“Na parte teórica apresentamos conceitos e informações sobre biologia, característica dos animais, manejo e aproveitamos para tirar dúvidas e homogeneizar o grupo. Só então partimos para atividades práticas. A ideia não é esgotar o assunto, mas sim dividir minha experiência com o grupo”, explica Rodrigo.

O professor Carlos Roberto Teixeira, coordenador do Cempas, destacou a importância do curso. “Quem faz o resgate dos animais silvestres em zona urbana é a Guarda Municipal ou a Vigilância Ambiental. A intenção é capacitar esses agentes para que possam fazer a contenção e a captura da maneira segura e adequada, para que os animais venham para o Cempas em melhores condições, aumentando assim suas chances de salvamento ou diminuindo seu tempo de recuperação”.

fmvzRodrigo Teixeira classificou como exemplar o trabalho feito em Botucatu. “A meta é instruir para ajudar na conservação da fauna. Esse esforço feito pela parceria entre a Unesp e a Prefeitura é fundamental e precisa ser estendido para outros municípios. A presença da fauna silvestre em área urbana é uma realidade de todos os municípios”.

O professor Carlos também ressaltou a colaboração com o poder público. “A Prefeitura de Botucatu fornece uma bolsa de residência ao Cempas e a contrapartida inclui prestarmos esse serviço de capacitação aos servidores municipais. É uma colaboração que traz benefícios para todos”.

Segundo o coordenador do Cempas, iniciativas como essa contam pontos para a obtenção do Selo Verde e Azul, conferido pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente para municípios que prezam pelas boas práticas ambientais. “É uma questão de planejamento para que possamos oferecer cursos com o mesmo enfoque para outros municípios interessados. A procura tem sido grande”.

Rodrigo Iais da Silva, diretor do Departamento de Saúde Ambiental e Animal da Secretaria Municipal de Saúde, lembrou que a capacitação oferecida pelo Cempas também traz benefícios para a saúde humana. “Uma das atribuições da Vigilância Ambiental é contribuir para reduzir ou minimizar fatores ambientais que causem risco à população. Além de cuidar da fauna, é preciso ter atenção com a saúde pública. Para isso é fundamental saber lidar com todos os animais que possam causar riscos às pessoas, por agressões ou transmissão de zoonoses”.

Silva também manifestou sua satisfação com o trabalho feito em colaboração com o Cempas. “A parceria vem de muitos anos e é muito importante para Botucatu. Estamos sendo treinados pelos melhores do Brasil, inclusive com uma palestrante conhecido nacionalmente. Para nós, essa oportunidade é um prêmio, tanto pessoal como profissional”.

Fotos: Sérgio Santa Rosa e Daniel Ornelas