Festa de São Vicente terá dois dias de atividades

Nos dias 28 e 29 de setembro (sábado e domingo) acontece em Botucatu a festa em louvor a São Vicente de Paulo, com destaque para os 120 nos da criação da 1ª Conferência Vicentina em Botucatu, a conferência Santana, com uma grande variedade de atrações. A organização é da Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP).

No sábado (28) ? s 16 horas será celebrada uma missa de ação de graças, que antecede a abertura oficial da festa em louvor a São Vicente de Paulo, prevista para ? s 17h30. A partir das 18h30 vários shows estão programados.

Já no domingo (29), as atividades religiosas terão início ? s 8h30 com a inauguração da Praça Ozanan e ? s 9h30 a procissão. Na sequencia haverá missa na capela da Casa Pia e churrasco vicentino. No período da tarde está programado o Festival de Música Vicentina – Femuvi.

A organização também preparou atividades extras para os visitantes com exposição de carros antigos, exposição e vendas de orquídeas, cuidados com a saúde, assistência judiciária gratuita, barracas de bebidas, doces e vários tipos de salgados, como cachorro quente, espetinho e pastel, além de brinquedos infláveis para as crianças.

{n}Histórico{/n}

A Sociedade São Vicente de Paulo nestes 120 anos presente em Botucatu e região participa efetivamente da construção de uma sociedade onde o ser humano deve ser o mais importante. Hoje são, aproximadamente, 350 vicentinos, em 52 conferências na região.

Nenhuma obra de caridade é estranha ? Sociedade de São Vicente de Paulo. Sua ação compreende qualquer forma de ajuda, por contato pessoal, no sentido de aliviar o sofrimento e promover a dignidade e a integridade do homem. A Sociedade não somente procura minimizar a miséria, mas também descobrir e remediar as situações que a geram.

Assim sendo, qualquer pessoa carente pode ser um assistido da SSVP, podendo se entender como carência não somente situação financeira, mas também, física ou espiritual. São geralmente assistidas famílias carentes, economicamente, internos das Obras Unidas da Sociedade de São Vicente de Paulo, idosos, enfermos, entre outros. Entre essas obras estão a Casa Pia (Asilo Padre. Euclides), o Lar Padre Pio de Itatinga e a Vila Vicentina de São Manuel.

A maioria dos assistidos da Sociedade de São Vicente de Paulo são famílias carentes economicamente, que recebem das conferências mantimentos, remédios, roupas, calçados, materiais escolares e em alguns casos até mesmo materiais de construção, de acordo com as possibilidades de cada conferência, uma vez que os recursos se originam principalmente das coletas realizadas durante as reuniões, bingos promovidos nas comunidades e contribuições de benfeitores.

As conferências também visitam semanalmente cada família assistida afim de evangelizá-los, instruí-los como solucionar os problemas que lhes causam a pobreza e também para acompanhar o desenvolvimento dos mesmos, uma vez que o objetivo da SSVP, além da santificação de seus membros através da prática da caridade, é promover seus assistidos, isto é, o objetivo das Conferências é prestar um socorro temporário, e nesse período, auxiliar as famílias a recuperarem sua dignidade humana. A SSVP traz como lema: não dar o peixe, mas procura ensinar a pescar.