Felipe Massa faz sua melhor corrida da temporada 2012

Foto: Divulgação

A vitória no circuito de Spa-Francorchamps, na Bélgica, foi do piloto inglês Jenson Button, da equipe McLaren que fez uma corrida impecável e liderou de ponta a ponta, mas a comemoração dos fãs brasileiros foi com o 5º lugar obtido pelo piloto de Botucatu Felipe Massa, que embora fora do pódio fez a sua melhor corrida da temporada e por que não dizer, dos últimos anos.

Os treinos classificatórios indicavam que Massa teria um dia difícil na Bélgica e com a 14ª colocação no grid a expectativa era fazer uma corrida de recuperação e tentar cruzar a linha de chegada entre os dez primeiros, na zona de pontuação. Nem mesmo Massa imaginava um 5º lugar.

“Foi uma ótima corrida. Chegar em quinto largando de 14º, se me oferecessem antes da corrida eu assinaria a qualquer hora”, colocou para a repórter da Rede Globo, logo após a corrida. “Foi uma pena que eu larguei muito bem, mas com o acidente precisei ir lá fora e perdi as posições que consegui. Isso ajudaria a chegar mais ? frente”, acrescentou o piloto que pulou da 14ª para 11ª posição do campeonato com 34 pontos.

Especialistas da imprensa mundial que cobrem a automobilismo ainda dão como certa a saída de Massa da equipe Ferrari, no fim do ano quando vence seu contrato. O brasileiro acredita que essa prova na Bélgica será o recomeço de sua virada, embora tenha sido favorecido por um acidente envolvendo muitos carros que acabou levando o Safety Car para a pista.

O acidente foi causado pelo piloto francês Romain Grosjean, da Lotus, que tocou com Lewis Hamilton (McLaren), perdeu o controle do carro e, literalmente, voou por cima do espanhol Fernando Alonso (Ferrari). No incidente ainda foram atingidos o espanhol Sérgio Perez e o japonês Kamui Kobayashi, ambos da Sauber.

Mas o final de semana na Bélgica foi mesmo de Button. Melhor nas três sessões nos treinos de sábado e seguiu soberano na manhã deste domingo e venceu de ponta a ponta o GP em Spa-Francorchamps. O atual bicampeão Sebastian Vettel, da RBR, que largou em décimo, chegou em segundo e pulou para a vice liderança do Mundial de Pilotos, com 140 pontos, atrás de Fernando Alonso, da Ferrari, que não completou a prova, mas permanece na liderança com 164 pontos. Kimi Raikkonen, da Lotus, completou o pódio.

O outro brasileiro na F-1, Bruno Senna, da Willians, chegou a ficar boa parte do tempo na zona de pontuação, mas acabou perdendo rendimento no final e fechou em 12º. A próxima etapa da F1 acontece já no próximo final de semana, com o GP da Bélgica, no tradicional circuito de Monza.

{n}Classificação final{/n}

1º – Jenson Button (ING) McLaren-Mercedes
2º – Sebastian Vettel (ALE) RBR-Renault
3º – Kimi Raikkonen (FIN) Lotus-Renault
4º – Nico Hulkenberg (ALE) Force India-Mercedes
{n}5º – Felipe Massa (BRA) Ferrari{/n}
6º – Mark Webber (AUS) RBR-Renault
7º – Michael Schumacher (ALE) Mercedes
8º – Jean-Eric Vergne (FRA) STR-Ferrari
9º – Daniel Ricciardo (AUS) STR-Ferrari
10º – Paul di Resta (ESC) Force India-Mercedes
11º – Nico Rosberg (ALE) Mercedes
{n}12º – Bruno Senna (BRA) Williams-Renault{/n}
13º – Kamui Kobayashi (JAP) Sauber-Ferrari
14º – Vitaly Petrov (RUS) Caterham-Renault
15º – Timo Glock (ALE) Marussia-Cosworth
16º – Charles Pic (FRA) Marussia-Cosworth
17º – Pedro de la Rosa (ESP) HRT-Cosworth
18º – Heikki Kovalainen (FIN) Caterham-Renault

{n}Abandonaram{/n}

Narain Karthikeyan (IND) HRT-Cosworth – volta 31/ acidente
Pastor Maldonado (VEN) Williams-Renault – volta 6/acidente
Sergio Perez (MEX) Sauber-Ferrari – volta 0/mecânico
Fernando Alonso (ESP) Ferrari – volta 0/acidente
Lewis Hamilton (ING) McLaren-Mercedes – volta 0/acidente
Romain Grosjean (FRA) Lotus-Renault – volta 0/acidente