Felipe Massa está vivendo a pior fase de sua carreira

A situação do piloto de Botucatu, Felipe Massa, que corre pela equipe Ferrari no Campeonato Mundial de Fórmula1 não é nada confortável e ele vive o momento mais tenso de sua carreira no automobilismo. Chega ? metade da temporada, depois de 10 provas, na 14ª colocação com apenas 23 pontos.

Seu companheiro de equipe o espanhol Fernando Alonso, é líder isolado do campeonato com 154 pontos, vencendo três corridas e pontuando nas outras sete. Para se ter uma idéia entre Alonso e Massa, basta dizer que somente a diferença que separa o espanhol do segundo colocado na classificação geral (Mark Webber da Red Bull) é de 34 pontos, ou seja, 11 pontos a mais do que Massa conseguiu em todas as dez corridas.

Na prova deste domingo disputada na Alemanha no Circuito de Hockenheim, Massa não conseguiu se classificar entre os dez primeiros pilotos e largou na 13ª posição. Alonso foi o pole position. Na corrida depois de bater na largada e perder o bico do carro sendo necessário fazer uma parada não prevista, Massa foi para a última colocação e teve que fazer uma corrida de recuperação, mas obteve apenas o 12º lugar.

O mexicano Sérgio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) que está sendo cogitado para ocupar o lugar de Massa em 2013 largou na 17º posição e chegou em 6º, ganhando assim onze posições e colocando novamente pressão sobre o piloto brasileiro que precisava de um bom resultado nesse GP. O outro brasileiro, Bruno Senna (Williams-Renault) ficou todo o tempo como retardatário, na 17ª colocação.

De uma maneira geral, o GP foi bastante disputado na luta pela liderança entre Fernando Alonso, o inglês Jason Button (McLaren-Mercedes) e o alemão Sebastian Vettel (Red Bull-Renault). O espanhol fez uma corrida impecável e liderou de ponta a ponta, conseguindo sua terceira vitória no ano e 30ª na sua carreira na F1. Chegou aos 154 pontos no campeonato, abrindo grande vantagem para o vice-líder.

Na largada, vários carros se envolveram em acidentes, entre eles, Massa com s Jean-Eric Vergne (Toro Rosso-Ferrari) e Bruno Senna com o outro francês Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault). Com isso, a prova que deveria ser de recuperação para os brasileiros, que tinham carro para brigar pelos pontos, foi de frustração mais uma vez.

A corrida foi totalmente dominada por Alonso. Chegou a ser ameaçado por Vettel e Button, mas soube conduzir o carro e administrar o desgaste dos pneus, para cruzar a linha de chegada e comemorar mais uma vitória na carreira, sendo um dos grandes favoritos ao título da temporada 2012 e sagrar-se tri-campeão mundial.

{n}Resultado da 10º etapa{/n}

1º Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – 1h31:05.862
2º Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) a 3.732s
3º Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) a 6.949s
4º Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) a 16.409s
5º Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) a 21.925s
6º Sergio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) a 27.896s
7º Michael Schumacher (ALE/Mercedes) a 28.960s
8º Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) a 46.900s
9º Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) a 48.100s
10º Nico Rosberg (ALE/Mercedes) a 48.800s
11º Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) a 59.200s
12º Felipe Massa (BRA/Ferrari) a 1:11.400s
13º Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari) a 1:16.800s
14º Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari) a 1:16.900s
15º Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) a 1 volta
16º Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault) a 1 volta
17º Bruno Senna (BRA/Williams-Renault) a 1 volta
18º Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) a 1 volta
19º Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault) a 2 voltas
20º Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth) a 2 voltas
21º Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth) a 3 voltas
22º Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth) a 3 voltas
23º Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth) a 3 voltas

{n}Classificação de Pilotos{/n}

01. Fernando Alonso 154
02. Mark Webber 120
03. Sebastian Vettel 118
04. Kimi Raikkonen 95
05. Lewis Hamilton 92
06. Nico Rosberg 76
07. Jenson Button 65
08. Romain Grosjean 61
09. Sergio Perez 47
10. Kamui Kobayashi 31
11. Michael Schumacher 29
12. Pastor Maldonado 29
13. Paul di Resta 27
14. Felipe Massa 23
15. Nico Hulkenberg 19
16. Bruno Senna 18
17. Jean-Eric Vergne 4
18. Daniel Ricciardo 2

Foto: Divulgação