Farmacêutico “Jairão” tem uma vida dedicada ? Vila Maria

Por: Quico Cuter

Lúcido e atuante, o farmacêutico mais antigo de Botucatu, Jairo Luiz de Andrade, o popular “Jairão” no auge dos seus 83 anos de vida, continua em franca atividade, atendendo a população na sua farmácia instalada na Praça do Curió, na Avenida Petrarca Bachi, na Vila Maria, desde que foi inaugurada em 1941.

Nasceu em Botucatu em 1929 e ainda menino começou a trabalhar como ajudante do Dr. Zorobabel Ferreira de Sá, o “doutor Zoro” com quem ficou por seis anos e aprendeu o ofício de farmacêutico e nunca mais deixou a profissão.

Graduou-se pelo Senac em “Oficial de Farmácia” e beneficiou-se da Lei de Aprovisionamento, que permitia que todos práticos e oficiais de farmácia legalmente habilitados pudessem exercer o cargo de farmacêutico e dar o nome ao estabelecimento de farmácia.

Com seus 22 anos, depois de ter juntado algumas economias, inaugurou a Farmácia Santa Gema Galgani – conhecida até hoje como “Farmácia do Jairo”. Foi o primeiro a montar farmácia no Bairro de Vila Maria.

“Eu nasci na Vila dos Lavradores e vim para a Vila Maria em 1941. Abri a farmácia e estou aqui até hoje. Naquela época não havia nada. Muitas casas sequer tinham água ou luz elétrica. Aos poucos, o bairro foi se desenvolvendo e tenho orgulho de dizer que dei minha parcela de contribuição para isso”, lembra Andrade.

Uma particularidade marcante do velho farmacêutico é sua ligação com os moradores, da Vila Maria desde que abriu as portas da farmácia. Quando chegou, o bairro era muito pobre, assim como sua população. Não foram raras ? s vezes em que um morador entrava sem dinheiro na farmácia, mas levava o remédio que precisava. Hoje ainda acontece isso.

“Nunca tive a coragem de deixar uma pessoa sair daqui sem medicamento. Fornecia o remédio e dizia para que a pessoa me pagar quando pudesse. Faço isso ainda. O engraçado é que a grande maioria voltava e pagava. Muitas vezes nem me lembrava mais que tinha vendido o remédio. Sempre houve essa ligação entre a farmácia e os moradores”, enfatiza.

Jairo também tem estreitas ligações com a Escola de Samba Gente Unida de Vila Maria como um dois fundadores que foi várias vezes campeã do carnaval botucatuense e o Esporte Clube Brasil de Vila Maria, time de futebol que marcou época na fase áurea do futebol amador da Cidade.

Por sua popularidade e ajuda que prestou a comunidade de Vila Maria, foi eleito vereador por oito vezes e teve a oportunidade de trabalhar com os prefeitos Emílio Peduti, João Reis, Amaral Amando de Barros, Lico Silveira, Plínio Paganini, Jamil Cury, Joel Spadaro e Pedro Losi Neto.

“Nesse tempo de vereança tanto fui oposição ao governo como situação. Em algumas ocasiões meu partido não fazia parte do governo, mas nem por isso deixamos de conseguir benfeitorias. Acho que, independente de ser oposição ou situação, o trabalho entre o Legislativo e o Executivo tem que se sincronizado e priorizar as necessidades de cada bairro, sem ver cores partidárias. Foi assim que sempre trabalhei”, ensina o ex-vereador.

A ficha de serviços prestados por Jairo Andrade como vereador é bastante extensa, mas uma conquista curiosa faz questão de lembrar. “Aqui em frente da farmácia só tinha mato. Mesmo assim criadores de curiós vinha até aqui para fazer competição de canto e fibra. A pedido desses criadores conseguimos aprovar um projeto de lei criando a Praça do Curió. Hoje esta praça é o principal ponto de referência da Vila Maria”, comenta Jairo Andrade. “Tudo que acontece no bairro passa por aqui”, acrescenta.

Desde seu primeiro mandato para a legislatura, em 1956, até seu último mandato concluído em 1999 no governo Pedro Losi Neto, Jairo, continua sendo a maior liderança do bairro. É reconhecido como um os principais responsáveis pelo desenvolvimento da Vila Maria, conquistando melhorias como pavimentação, rede de água e esgoto, iluminação pública, escola, etc. Colaborou na expansão de novos bairros, no desenvolvimento do esporte e na valorização do povo daquela região.

Além disso, é trabalho de Jairo Andrade a declaração de Utilidade Pública a Associação dos Bancários de Botucatu – Projeto de Lei nº 0023 de 19/04/1966, o Centro Espírita “Anésio Siqueira” de Botucatu – Projeto de Lei nº 0033 de 19/09/1972, a Associação de Engenheiros de Botucatu – Projeto de Lei nº 0042 de 17/10/1972, a Associação dos Proprietários de Farmácia de Botucatu – Projeto de Lei nº 0019 de 05/06/1984 e a entidade “Pró-Criança e Família” – Projeto de Lei nº 123 de 13/10/1997.

Também é de Jairo, a criação do cargo de Escriturário I no Quadro de Funcionários da Câmara Municipal de Botucatu – Projeto de Lei nº 0041 de 03/10/1972; solicitação da modificação no Plantão das Farmácias em Botucatu – Projeto de Lei nº 0018 de 05/06/1984 e isenção do IPTU a todos os aposentados e pensionistas – Projeto de Lei nº 0024 de 06/04/1992.