Famesp deve assumir o Hospital de Base de Bauru

A Fundação para o Desenvolvimento Médico Hospitalar (Famesp), de Botucatu, é candidata a ser a nova gestora do Hospital de Base de Bauru (HB). Na manhã desta segunda-feira (22), em reunião com a participação do secretário de Estado da Saúde, Giovanni Guido Cerri, realizada na Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), o Conselho Administrativo da fundação autorizou que seja elaborado um projeto e nos próximos dias será aberto um chamamento público ao qual outras fundações interessadas poderão se apresentar.

A Fundação já administra o Hospital Estadual Bauru (HEB), ligado a Secretaria de Estado da Saúde e, desde junho deste ano, passou a gerir a Maternidade Santa Isabel.

No início desta semana foi formada uma equipe de transição, com 13 pessoas, entre técnicos do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Bauru, da Famesp, do HB e da secretaria municipal de Saúde. Nesta terça-feira, 23 de outubro, será publicada no Diário Oficial do Estado a nomeação do grupo de trabalho que fará parte desta equipe e, a partir de segunda-feira, 29 de outubro, a comissão inicia o processo de transição.

Neste primeiro momento a equipe vai realizar um levantamento de equipamentos necessários e possíveis obras estruturais. A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo vai repassar, inicialmente, cerca de R$ 2 milhões para a compra de novos equipamentos para a unidade.
A proposta é que os 987 funcionários do HB sejam absorvidos pela Famesp, nos mesmos moldes do Hospital Manoel de Abreu, sem a necessidade de processos seletivos. No projeto que será elaborado constará que a unidade deverá contar com 200 leitos, 64 a mais do que os que estão ativos atualmente.

De acordo com a assessoria de Comunicação e Imprensa
Faculdade de Medicina da Unesp – Botucatu, o hospital será de “porta aberta” para casos de urgência e emergência, com caráter regional e vai manter as redes de atendimento em ortopedia, cardiologia e neurologia.