Faculdade de Medicina forma a 24ª Turma de Enfermagem

                                                                     Fotos: Silvio Garcia Manoel

 

Solenidade reuniu diretores e membros da Congregação da Instituição, autoridades de Botucatu, professores, familiares e amigos das 29 formandas e a patronesse da 24ª Turma foi a professora Marli Teresinha Cassamassimo Duarte e a paraninfa a professora Ilda de Godoy

 

O momento será lembrado para sempre. Risos, choros, abraços fazem parte do ritual de despedida. Foi difícil conter as lágrimas, afinal o dia histórico marcou a formatura da graduação. “Profissão que exige sacrifícios e renúncias”, disse o diretor da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), professor Pasqual Barretti, em seu discurso durante sessão solene de formatura da 24º Turma de Enfermagem da FMB.

Realizada no auditório do Colégio La Salle na última sexta-feira, 11, a solenidade reuniu diretores e membros da Congregação da Instituição, autoridades de Botucatu, professores, familiares e amigos das 29 formandas. A patronesse da 24ª Turma foi a professora Marli Teresinha Cassamassimo Duarte e a paraninfa a professora Ilda de Godoy.

O diretor da FMB, professor Pasqual Barretti, parabenizou as formandas pela dedicação e empenho durante os anos de graduação. Ele também cumprimentou os pais presentes pelo cuidado dispensado as filhas que colaram grau. “Que a chama acesa em seu interior nunca se apague e nossos sonhos se realizem”, disse.

Para a patronesse da Turma, professora Marli Teresinha Cassamassimo Duarte, o papel do(a) enfermeiro(a) na sociedade é de fundamental importância. “O enfermeiro assume papel cada vez mais decisivo e pró-ativo no que se refere a identificação das necessidades de cuidados da população”, pontuou. A docente parabenizou as formandas desejando sorte nesta nova etapa da vida. “Desejo a cada um de vocês que permaneçam firmes no propósito de alcançarem todos os sonhos sonhados, que vivam intensamente todos os dias, amem e respeitem profundamente todas as pessoas que cruzarem seu caminho”, finalizou.

Com um discurso de incentivo, a paraninfa da Turma, professora Ilda de Godoy, ressaltou o esforço das formandas que chegaram ao fim da graduação. “Vocês concluíram mais uma etapa da vida, e sabemos o esforço que isso custou”, lembrou. “Descobri que o amor pela Enfermagem cresce quando estamos abertos para continuar crescendo com os pacientes e com a própria equipe. É uma profissão que exige que saibamos trabalhar em equipe e autorreflexão constante. Para ajudar, de fato, as pessoas, vocês precisam primeiro entendê-las”, concluiu. 

A vice-coordenadora do curso de Enfermagem, professora Rubia de Aguiar Alencar, falou sobre a qualidade do curso oferecido pela FMB e a diferença que isso deve fazer na trajetória profissional das novas enfermeiras. “Com essa formação temos a certeza de que vocês estão prontas para trabalhar em qualquer lugar e mostrar que, com muito estudo, dedicação, honestidade, cuidado com o próximo serão capazes de fazer um futuro diferente para a nossa nação”, afirmou.

As oradoras da 24ª Turma de Enfermagem, Laisa D. Santiago e Anataly C. Miranda, fizeram uma breve retrospectiva sobre os anos acadêmicos. “Se tem algo que todas vamos lembrar é de nossos amigos que conquistamos aqui (FMB) e vamos levar para a vida inteira”, lembraram. “Conhecemos pessoas incríveis que nos acrescentaram momentos de muito aprendizado”. As alunas Caroline Maria Pereira Alcântara e Érika de Carvalho Lopes Ribeiro ficaram com a incumbência de homenagear os pais e a formanda Érika Aparecida Torres recebeu a lâmpada para o ritual que simboliza a colação de grau dos novos enfermeiros.